Em 08/03/2019 às 13h02


Conheça a força feminina no Remo do Club de Regatas Vasco da Gama

Por: Matheus Babo

São Januário, Rio de Janeiro

Esporte fundador do Vasco, o Remo comemorou nesta sexta-feira (8/3), o Dia Internacional da Mulher. O Vice-Presidente de Desportos Náuticos, Horácio Cortinhas, exaltou as mulheres que fazem Academia, treinam como atletas e treinaram pelo Gigante da Colina em uma mensagem especial. Horácio também lembrou da remadora Fabiana Beltrame, grande nome do esporte no país, criada no Cruzmaltino e que teve uma carreira vitoriosa: campeã mundial de forma inédita em 2011, 32 vezes campeã brasileira, nove vezes campeã sul-americana, 36 pódios em Regatas do Estadual, medalhista de ouro, prata e bronze em Copas do Mundo e a primeira remadora brasileira a competir em Jogos Olímpicos.

image
Isabela, Lauren, Joice Emily e Chloé são atletas de ponta em suas categorias (Foto: Divulgação/Vasco)

- A Vice-Presidência de Desportos Náuticos e a diretoria de Remo neste Dia Internacional da Mulher vem saudar a todas as vascaínas e em especial as que militam na nossa Academia de Remo e as atletas da nossa equipe para a temporada 2019. Você, vascaína ou vascaíno que não conhece o Remo, venha fazer uma aula experimental da Academia. Nosso maior exemplo de atleta, Fabiana Beltrame, precisa ser lembrada. Pelo exemplo que serve de modelo para todos nós. Fica o nosso reconhecimento - disse Horácio.

Com foco na formação de novos talentos, o objetivo da atual diretoria de Remo é conseguir novas atletas disputando grandes competições e buscando títulos representanto o Vasco e o Brasil. Algumas delas posaram para o Site Oficial, como as jovens Isabela, Lauren, Joice Emily e Chloé. Além de Joyce Florêncio que estava na água iniciando seu treinamento.

image
Joyce Florêncio é outra que tem destaque (Foto: Divulgação)

ACADEMIA DE REMO E SEUS BENEFÍCIOS

Além das atletas que competem, o Vasco também recebe mulheres na Academia de Remo. O Cruzmaltino recebe alunos de 7h às 10h pela manhã e 15h às 18h na parte da tarde. Uma delas é a engenheira Natalia Alexandre, de 36 anos, que fez uma aula experimental e nunca mais largou o esporte. Mesmo precisando acordar três horas antes da aula, que começa às 7h, a aluna fez elogios ao trabalho realizado na Sede Náutica da Lagoa.

image
Natalia Alexandre, aluna da Academia de Remo do Vasco (Foto: Reprodução/Instagram)

- Fiz a aula experimental e fui muito bem recebida. Fiquei apaixonada e me matriculei no mesmo dia. Faço aula de segunda à sábado, de 7h às 8h. Acordo às 4h15 porque moro longe, mas o mais legal é que acordo feliz para vir a Academia. É como se eu tivesse encontrado meu lugar. Todos os professores são ótimos, acolhedores e exigem o meu melhor. É como se fosse outra família, vai além de apenas remar - explica Natalia, que ressalta os benefícios do esporte:

- Pouco mais de 20 dias tendo aula de remo, voltei a médica e para minha surpresa eu tinha eliminado 5kg e a taxa de Vitamina D tinha duplicado (o que me fez largar os comprimidos). Não só isso, melhorei a qualidade do sono. Apesar de acordar cedo, eu durmo mais cedo e por mais horas, coisa que não acontecia antes. Quando termino a aula, vou para o trabalho mais disposta, com mais energia. A Academia de Remo mudou minha vida. Quem detesta musculação, como eu, pode vir fazer essa aula experimental. 

Comente essa notícia

Videos

O Maraca é delas!

desenvolvido por: