Anderson Conceição e Lucas Piton revelam grande expectativa para 2023

quinta-feira, 05/01/2023

Por: João Pedro Isidro, Assessoria de Imprensa

O elenco profissional do Vasco da Gama segue se preparando para a temporada de 2023. Seis novos reforços já foram anunciados e se juntaram aos treinamentos do técnico Mauricio Barbieri. Pedro Raul, De Lucca, Léo, Lucas Piton, Robson e Puma. Um dos jogadores remanescentes, o zagueiro Anderson Conceição, capitão da equipe no último ano, falou sobre a motivação de começar um ano com novos objetivos.

– Muito feliz e com o mesmo sentimento de como se fosse meu primeiro dia. Estou muito esperançoso com esse novo Vasco, com esse novo planejamento. Espero que em 2023 a gente possa ter um time bastante competitivo para conseguir dar muita alegria ao nosso torcedor – disse o zagueiro, que também avaliou o trabalho feito pela comissão técnica de Maurício Barbieri:

– Muita intensidade, metodologia diferente de trabalho do que a gente estava acostumado no ano passado. Time muito agressivo, você tem que estar muito bem fisicamente para conseguir encaixar a forma que ele gosta de jogar. A gente tem muito trabalho pela frente, o grupo está sendo montado e, quanto aos jogadores que estão chegando, a gente vai procurar acolher da melhor forma possível para rapidamente se adaptarem ao nosso clube.

Foto: Daniel Ramalho/Vasco

Reforço para a temporada, Lucas Piton agradeceu a recepção dos atletas e funcionários e ressaltou a motivação da equipe para 2023:

– Primeiramente quero agradecer, todo mundo me recepcionou muito bem aqui. Estou muito feliz e muito motivado para vestir essa camisa. Vejo nos treinamentos nessa pré-temporada a motivação de todo mundo. Vamos disputar lá em cima, então a expectativa é muito boa.

O Vasco da Gama tem viagem marcada para a Florida, nos Estados Unidos, onde enfrenta o River Plate, no dia 17, e o Inter Miami, no dia 21. Os jogadores que ficarem no Brasil vão disputar os primeiros jogos do Campeonato Carioca, que começa no dia 14, às 18h, contra o Madureira, em São Januário.

 

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo