Aniversariante do dia, Zinho exalta união do elenco vascaíno

sexta-feira, 17/06/2016

Líder do Campeonato Brasileiro, o Vasco da Gama encerrou na manhã desta sexta-feira (17/06), em São Januário, sua preparação para o duelo contra o Paysandu. Neste sábado (18), às 16h30, também na Colina Histórica, o Almirante irá em busca de sua oitava vitória no torneio nacional. Antes do confronto, a comissão técnica cruzmaltina fez os últimos ajustes na equipe.


Zinho concede entrevista coletiva com “marcas” da “homenagem” feita pelos atletas
Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Durante aproximadamente duas horas, o treinador Jorginho e seus auxiliares Zinho, Valdir Bigode e Cléber promoveram atividades técnicas e táticas. Os atletas cruzmaltinos, dentre eles o goleiro Martín Silva, que retorna após participação na Copa América , também realizaram exercícios físicos com o preparador Joelton Urtiga. Durante entrevista coletiva, o auxiliar técnico Zinho comentou o trabalho.

– Fizemos um trabalho de bola parada, que é um ponto forte da nossa equipe desde que começamos o trabalho. A sequência de jogos torna cada vez mais difícil treinarmos isso. Ficamos um longo período sem trabalho e acabou que isso refletiu dentro de campo. Mostramos a eles, individualizamos a marcação. Às vezes, o jogador perde o timing, e isso atrapalha um pouco. A volta do Martín é importante para trazer o torcedor, para nossa construção de jogo, afinal se trata de um goleiro de Seleção – declarou o auxiliar Zinho.

Tetracampeão mundial, Zinho completa 49 ano de vida nesta sexta-feira (17) e a data não foi esquecida pelo elenco cruzmaltino. Ao término das atividades, os jogadores, como de costume, cantaram os parabéns e “homenageram” o auxiliar técnico. A festa feita pelo grupo foi comemorara pelo ex-jogador durante o bate-papo com os jornalistas. Zinho exaltou a união do elenco do Gigante da Colina.

– Essa festa foi muito legal! Me sinto muito querido por todos, mas no dia do aniversário isso fica mais explícito. É um dia especial. Quando eles começaram a se movimentar, já falei: “Não vou nem correr. Não consigo mais correr com essa rapaziada”. Esse clima leve é importante. Tem que ter boa equipe, talento, mas o bom ambiente fez com que eu conquistasse 30 títulos. A amizade e o companheirismo são importantes para superar os momentos de dificuldade – disse o tetracampeão mundial.


Martín Silva retornou aos treinos em São Januário- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br