Após clássico, Jorginho analisa o futuro do Vasco no Brasileiro

domingo, 01/11/2015

Em confronto válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo (01/11), Vasco e Fluminense se enfrentaram no Engenhão. O placar terminou em 1 a 0 para o adversário, quebrando a sequência invicta de nove partidas do Cruzmaltino. O resultado manteve o Gigante da Colina na incomoda 20ª posição na tabela. Na sala de imprensa do estádio, o técnico Jorginho concedeu entrevista coletiva e falou sobre o jogo.

– Foi um primeiro tempo muito ruim, um dos piores desde a chegada aqui. Não criamos,  estávamos desorganizados, e perdemos exatamente aonde achávamos que seriamos superiores a eles, no nosso meio campo. Foi muito ruim, a equipe se perdeu até no posicionamento, o que não é comum. Vínhamos sempre bem organizados, dando demonstração de que poderíamos ganhar os jogos com a organização, e hoje deu branco. Não merecíamos uma vitória – disse Jorginho.


Jorginho orienta equipe durante o clássico- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Mesmo com o revés, o treinador afirmou confiar no elenco do clube de São Januário para seguir com a recuperação no torneio. Neste momento, são cinco pontos que distanciam o Vasco do 16º colocado. O comandante admitiu que não contava com a perda de pontos nesta parte do campeonato, mas confirma que os jogadores e comissão técnica mantêm o foco em tirar o Almirante desta situação.

– Não tenha duvida que as coisas poderiam ter se tornado mais fáceis, mais otimistas para a gente, ficaríamos à dois pontos em caso de vitória. Mas não tem nada perdido, estamos na luta, continuamos trabalhando. A confiança permanece. Vamos ficar mal, porém, iremos pensar em tudo que acontece. A atenção tem que estar voltada no próximo jogo. Nunca esteve fácil, desde que cheguei aqui sempre foi com muita pressão, até mesmo quando era positivo o resultado. O que dói mais é que fomos mal, além da derrota. Não temos outra saída, a não ser acreditar, continuar trabalhando. Claro que afunilou um pouco mais, são cinco pontos em cinco jogos. Com certeza estamos dentro da disputa e não entregaremos os pontos. Matematicamente, todos sabem que é difícil, entretanto, não é impossível. Engatando duas, três vitórias, tudo pode mudar. Vamos surpreender muita gente – analisou o técnico.