Atletas do Vasco participam de roda de discussão sobre Racismo no CT do Almirante

quarta-feira, 05/05/2021

Dando início ao projeto de formação integral do atleta-cidadão, idealizado pela vice-presidência de Relações Públicas em parceria com o Departamento de Futebol, os jogadores do Vasco da Gama participaram na tarde desta quarta-feira (05/05), no CT do Almirante, na Cidade de Deus, de uma roda de discussão sobre o Racismo no Futebol. O bate-papo aconteceu antes do treinamento comandado pelo técnico Marcelo Cabo.

Professor Júnior comandou roda de discussão sobre Racismo no CT do Almirante- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

A conversa foi conduzida pelo professor de história e vascaíno José Nilton Júnior, que sofreu racismo no ano passado durante uma aula virtual do colégio onde leciona, no município de Niterói. O educador compartilhou sua experiência, falou sobre a importância do engajamento dos atletas no combate à discriminação e reforçou o histórico do Gigante da Colina, precursor na luta contra o racismo no esporte brasileiro.

– Foi muito significativo para mim, como professor, vascaíno e negro, que vivencia atitudes racistas com uma certa frequência, vir no CT e contar um pouco da minha experiência. Feliz também por ver que o Vasco, com sua história e sua tradição, segue engajado nessa luta contra o racismo. Passei aos atletas que é muito importante eles conhecerem essa história, aderirem a essa luta, pois só dessa forma conseguiremos atingir mais pessoas, combater o problema e transformar o mundo num lugar melhor para viver, sem discriminação – afirmou o professor Júnior, que participou do crownfunding que resultou na construção do CT.

Após o bate-papo, os jogadores presentearam o professor com uma camisa All Black personalizada com o número 8, em alusão ao ídolo do docente, Juninho Pernambucano, e um quadro da Resposta Histórica, documento assinado em 07 de abril de 1924, considerado até hoje um marco na luta contra a desigualdade racial no país.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo