Instagram Facebook Tiktok Youtube Twitter Flickr
Bandeiras
Basquete

Quinta-feira, 22/12/2016

Retrospectiva 2016: o retorno do basquete a São Januário

Responsável por diversos momentos de alegria na história do Club de Regatas Vasco da Gama, o basquete voltou a São Januário em 2016. E como não poderia ser diferente, o ano do retorno da modalidade foi marcado por conquistas e resgate da essência cruzmaltina. Logo em janeiro, o Almirante realizou a reinauguração do Ginásio Vasco da Gama, que se encontrava abandonado pela gestão anterior. Após uma campanha de crowdfounding com a torcida, a casa do basquete vascaíno foi reaberta com uma grande festa. Ídolos como Demetrius, Helinho, Vargas, Rogério, Brasília, entre outros, participaram do evento, enfrentando e vencendo o atual time de Franca na primeira parte do jogo. Na etapa final, os craques antigos da Colina Histórica foram substituídos pelo novo elenco do Gigante da Colina, que disputaria a Liga Ouro, e confirmaram a vitória sobre a equipe paulista.

Festa de reinauguração do Ginásio Vasco da Gama – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
No mês seguinte, o Vasco estreou no torneio de acesso ao NBB e sentiu o clima da torcida logo no primeiro duelo. A espera pela volta do esporte ficou nítida já na partida contra o Ginástico (MG), pela rodada inicial da competição, com as arquibancadas do Ginásio Vasco da Gama lotadas. Entretanto, o jogo 1 foi com derrota para a equipe mineira. No segundo encontro, também em São Januário, o time comandado pelo técnico Christiano Pereira conseguiu o triunfo sobre o time de Minas Gerais. O campeonato contava ainda com Sport (PE) e Campo Mourão (RS). Na semifinal do torneio, o Cruzmaltino derrotou o Ginástico com três vitórias na melhor de cinco e foi para a decisão contra o time do sul. 
Apenas o campeão garantia vaga no NBB 9. Nos dois primeiros jogos, fora de casa, o Almirante foi derrotado. A partir do terceiro confronto, o Vasco mostrou o porquê do apelido de “time da virada”. Em duas partidas incríveis na Colina Histórica, com o apoio dos torcedores, o Gigante venceu o adversário e empatou a série. Na quinta e decisiva partida, no ginásio do Campo Mourão, triunfo seguro e troféu nas mãos dos atletas vascaínos, garantindo a vaga na próxima edição do NBB.

Ginásio Vasco da Gama lotado para a final da Liga Ouro – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Antes do início da principal competição do país, em setembro, o Vasco disputou o Torneio Super Four, em Fortaleza, com a participação de Basquete Cearense, Vitória e Flamengo. Na competição de pré-temporada, o Cruzmaltino venceu o Flamengo e o time cearense, se sagrando campeão. Na sequência, veio o Campeonato Carioca. Com uma campanha de apenas uma derrota na primeira fase, vencendo todos os três times do torneio (Flamengo, Botafogo e Macaé), o Vasco chegou à final contra o clube da Gávea. 
No jogo 1 da decisão, derrota para o Rubro Negro atuando fora de casa. No segundo encontro, vitória vascaína em São Januário, deixando tudo igual e levando a decisão melhor de três para o último e decisivo duelo. Entretanto, a partida decisiva não ocorreu. O Vasco se negou a jogar no Ginásio do Tijuca com torcida única por questão de segurança e avisou com um mês de antecência. No primeiro jogo entre as equipes na competição, houve briga entre os torcedores do Flamengo, ficando claro a impossibilidade de realizar uma final de campeonato naquela circunstância. Mesmo assim, o time rival persistiu e o jogo acabou não acontecendo.

Vasco voltou à elite do basquete em 2016 – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
No NBB 9, o Gigante terminou o ano com quatro vitórias e cinco derrotas, na 9ª colocação. A estreia foi contra o Minas, em Belo Horizonte, com triunfo da equipe de São Januário. A trajetória do Cruzmaltino no torneio continua sob nova direção a partir do próximo jogo, contra o Paulistano, no dia 02 de janeiro de 2017. O técnico Dedé Barbosa foi contratado e o antigo treinador Christiano Pereira fica como seu auxiliar. 


Compartilhe esta notícia
Cruz de Malta

Outras Notícias