Bruno Silva frisa importância de bom desempenho fora de casa no Brasileiro

sábado, 21/04/2018

O resultado final acabou não sendo o esperado, porém a partida contra o Racing (ARG) ficará para sempre marcada na carreira de Bruno Silva. Foi a primeira vez que o volante entrou em campo com a camisa do Vasco da Gama. O duelo contra o clube argentino também marcou a estreia do jogador na Conmebol Libertadores, principal competição do continente sul-americano.
– Foi uma emoção muito grande ter a chance de estrear com a camisa de um clube da grandeza do Vasco. Foi também a primeira vez que disputei uma partida de Libertadores. Queria que essa estreia tivesse sido com vitória, mas infelizmente não deu. Eu me senti bem à vontade em campo, até porque grupo me recebeu muito bem – declarou o volante.


Bruno Silva estreou pelo Vasco diante do Racing- Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Vivendo a expectativa pelo triunfo de número 1 defendendo as cores do Gigante da Colina, Bruno Silva estará à disposição da comissão técnica para o segundo compromisso no Brasileirão. Neste domingo (22/04), às 16 horas, o Cruzmaltino mede forças com a Chapecoense na Arena Condá. Uma vitória diante da Chape fará o time vascaíno se manter com 100% de aproveitamento no torneio.

– O Brasileiro é um campeonato muito difícil, mas mostramos nossa força  contra o Atlético Mineiro e vamos em busca de mais três pontos contra a Chapecoense, que possui um time bem treinado e qualificado. Se trata de uma equipe perigosa e justamente por conta disso precisamos estar atentos em todos os detalhes da partida. Se fizermos o nosso jogo, repetindo a atuação de São Januário, acredito que podemos vencer – afirmou Bruno Silva, destacando em seguida a importância de somar pontos fora de casa na mais importante competição nacional.

– Dentro de casa, jogando em São Januário, temos que procurar sempre fazer os três pontos, assim como aconteceu na nossa estreia contra o Atlético Mineiro. É importante também numa competição como o Brasileiro somar pontos fora de casa. É lógico que o Vasco entra em todas as partidas buscando a vitória, cada jogo é um jogo, mas se a vitória não vier, não podemos perder, que venha o empate. Precisamos estar sempre pontuando – concluiu.