Com a conquista da Taça Guanabara, Vasco chega ao 50º título no comando de Eurico Miranda no futebol

terça-feira, 19/04/2016

Presidente Eurico Miranda cumprimenta o zagueiro Luan – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

A Taça Guanabara foi o quinquagésimo título que Eurico Miranda conquistou para o Vasco no futebol, de acordo com o site “Casaca”. Em sua vasta lista de vitórias como vice-presidente de futebol e presidente, constam triunfos importantes como a Taça Libertadores de 1998.

Confira a reportagem abaixo:

O presidente do Club de Regatas Vasco da Gama, Eurico Miranda, desde que
assumiu a vice-presidência de futebol do clube e passou a armar os times, até
os dias atuais, com exceção do período entre julho de 2008 e dezembro de 2014,
no espaço de praticamente 24 anos, chegou a uma marca histórica em seu
currículo: o 50º título no futebol profissional.

Abaixo a lista de conquistas:

1986 – Taça Guanabara

Jogo do título: 20/04/1986 –  Vasco 2 x 0 Flamengo – Romário, Romário

1986 – Torneio Cidade de Juiz de Fora

Jogo do título: 30/05/1986 –  Tupi-MG 1 x 4 Vasco – Roberto, Santos, Romário,
Santos; Sivaldo (TUP)

1987 – Taça Guanabara

Jogo do título: 19/04/1987 – Vasco 0 x 0 Flamengo

1987 – Torneio Cidade de Juiz de Fora

Jogo do título: 31/05/1987 – Sport-MG 0 x 1 Vasco – Tita

1987 – Troféu Tap (EUA)

Jogo do título: 14/06/1987 – Vasco 3 x 0 Benfica-POR – Vivinho, Mauricinho, Tita

1987 – Copa de Ouro (EUA)

Jogo do título: 21/06/1987 – Vasco 2 x 1 Rosário Central-ARG – Vivinho, Geovani;
Escudero (ROS)

1987 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 09/08/1987 – Vasco 1 x 0 Flamengo – Tita

1987 – Troféu Ramon de Carranza (Espanha)

Jogo do título: 23/08/1987 – Cadiz-ESP 0 x 2 Vasco – Roberto, Tita

1988 – Taça Rio 

Jogo do título: 29/05/1988 – Vasco 2 x 1 Fluminense – Vivinho, Bismarck; Tato (FLU)

1988 – Terceiro Turno do Campeonato Carioca (Invicto)

Jogo do título: 12/06/1988 – Vasco 3 x 1 Flamengo – Vivinho, Sorato, Sorato; Andrade
(FLA)

1988 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 22/06/1988 – Vasco 1 x 0 Flamengo – Cocada

1988 – Troféu Ramon de Carranza (Espanha)

Jogo do título: 28/08/1988 – Atlético Madrid-ESP 1 x 2 Vasco – Vivinho, Sorato; Baltazar
(ATL)

1989 – Torneio de Metz (França)

Jogo do título: 09/07/1989 – Vasco 3 x 0 Steua Bucareste-ROM – Zé do Carmo, Sorato,
França

1989 – Troféu Ramon de Carranza (Espanha)

Jogo do título: 27/08/1989 – Vasco 2 x 0 Nacional-URU – Sorato, Vivinho

1989 – Campeonato Brasileiro

16/12/1989 – São Paulo 0 x 1 Vasco – Sorato

1990 – Taça Guanabara (Invicto)

Jogo do título: 07/03/1990 – Vasco 6 x 0 Campo Grande – Bismarck (3), Bebeto, Tita,
Bebeto

*A vitória do Bangu sobre o Flamengo por 2 x 1, horas mais tarde, deu o
título antecipado ao Vasco.

Jogo que garantiu a invencibilidade: 11/03/1990 – Vasco 1 x 0 Bangu – William

1990 – Torneio Adolpho Block (Invicto)

Jogodo título: 12/12/1990 – Fluminense 0 x 0 Vasco

*A vitória do Bangu sobre o Botafogo por 2 x 1 no dia seguinte deu o
título antecipado ao Vasco.

Jogo que garantiu a invencibilidade: 15/12/1990 – Vasco 1 x 1 Botafogo – Júnior; Vanderlei (BOT)

1991 – Torneio da Amizade (Gabão)

Jogo do título: 13/10/1991 – Vasco 2 x 1 Bahia – Sorato, William; Luís Henrique (BAH)

1992 – Copa Rio (Invicto)

Jogo do título: 02/08/1992 – Vasco 2 x 1 Fluminense – Luisinho, Bismarck; Ézio (Pênalti)
(Flu)

1992 – Taça Guanabara (Invicto)

Jogo do título: 04/10/1992: Vasco 1 x 1 Flamengo – Carlos Alberto Dias; Rogério (FLA)

1992 – Taça Rio (Invicto)

Jogo do título: 24/11/1992 – Vasco 1 x 0 Bangu – Valdir

Jogo que garantiu a invencibilidade: 06/12/1992 – Vasco 1 x 1 Flamengo – Edmundo; Marcelinho Carioca (Fla)

1992 – Campeão Carioca (Invicto)

Jogo do título: 24/11/1992 – Vasco 1 x 0 Bangu – Valdir

Jogo que garantiu a invencibilidade: 06/12/1992 – Vasco 1 x 1 Flamengo – Edmundo; Marcelinho Carioca (Fla)

1993 – Taça Rio

Jogo do título:  06/06/1993 – Vasco 1 x 1 Fluminense – Valdir; Ézio (FLU)

1993 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 16/06/1993 – Vasco 0 x 0 Fluminense

1993 – Torneio João Havelange

Jogo do título: 24/08/1993 – Mogi-Mirim 4 x 0 Vasco – Daniel (MOG), Alexandre (MOG),
Lela (MOG), Zoca (MOG)

Prorrogação: 0 x 0

Pênaltis: Mogi-Mirim 3 x 4 Vasco

*Na primeira partida da decisão o Vasco havia vencido a equipe paulista
também por 4 x 0.

*O torneio (oficial) foi disputado pelo critério de meritocracia, em
competições estaduais e interestaduais envolvendo os estados do Rio de Janeiro
e São Paulo.

Participaram:

Vasco- Campeão Carioca

Palmeiras – Campeão Paulista

Corínthians – Vice-Campeão do Torneio Rio-São Paulo (classificado para o
Torneio João Havelange pelo fato de o Campeão do Torneio Rio-SP também ter sido
o Palmeiras)

Mogi-Mirim – Campeão da Copa Ricardo Teixeira (Competição disputada
entre clubes do Rio de Janeiro e São Paulo simultaneamente ao Torneio Rio-SP)

*Nas semifinais o Vasco derrotou o Palmeiras por 3 x 0 em São Januário e
empatou em 1 x 1 no Parque Antarctica, classificando-se para a decisão contra o
Mogi-Mirim, que, por sua vez, eliminou o Corínthians.

1993 – Troféu Cidade de Vigo (Espanha)

Jogo do título: 25/08/1993 – Zaragoza-ESP 0 x 0 Vasco

Pênaltis: Zaragoza-ESP 2 x 4 Vasco

1993 – Troféu Cidade de Barcelona (Espanha)

Jogo do título: 27/08/1993 – Espanyol-ESP 1 x 3 Vasco – Valdir, Valdir, Carlos Alberto
Dias; Iotov (ESP)

Os três troféus conquistados, num espaço de 4 dias apenas (24 a
27/08/1993), marcam um recorde na história do clube.

1993 – Copa Rio

Jogo do título: 29/11/1993 – Vasco 1 x 0 Flamengo – Júnior

1994 – Taça Guanabara (Invicto)

Jogo do título: 03/04/1994 – Vasco 4 x 1 Fluminense – Pimentel, Valdir, Yan, Valdir;
Ézio (FLU)

1994 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 15/05/1994 – Vasco 2 x 0 Fluminense – Jardel, Luís Eduardo (Contra)

*Na súmula o segundo gol do Vasco foi dado a Jardel

1995 – Torneio Palma de Mallorca (Espanha)

Jogo do título: 12/08/1995 – Mallorca-ESP 0 x 2 Vasco – Richardson, Valdir.

*Nas semifinais o Vasco eliminou o Barcelona-ESP, de Nadal, Guardiola e
Figo, por 4 x 2, na disputa de pênaltis.

1997 – Terceiro Turno do Campeonato Carioca (Invicto)

Jogo do título: 03/07/1997 – O Vasco venceu o Flamengo por W.O naquela data e com isso
conquistou o turno, com a seguinte campanha:

07/05/1997 – Vasco 1 x 1 Americano
14/05/1997 – Vasco 2 x 2 Fluminense
18/05/1997 – Vasco 4 x 0 Bangu
24/05/1997 – Vasco 2 x 0 Botafogo
03/07/1997 – Vitória de W.O sobre o Flamengo

*Com a conquista do 3º Turno o Vasco classificou-se para a decisão do
Campeonato Carioca contra o Botafogo, que vencera os dois turnos anteriores.

1997 – Troféu Bortolloti (Itália)

Jogo do título: 09/08/1997 – Atalanta-ITA 1 x 2 Vasco – Evair, Evair; Orlando (ATA)

*Neste torneio os jogos eram disputados em 45 minutos apenas. Na estreia
o Vasco empatou com o Padova-ITA em 0 x 0 e perdeu nos pênaltis por 4 x 3. Após
a vitória sobre o Atalanta os cruzmaltinos tiveram que aguardar o resultado
entre Atalanta e Padova para saber qual seria a posição do clube no certame. Um
empate entre os italianos, com o Atalanta vencendo nos pênaltis o Padova por 4
x 3, deu o título ao Vasco.

1997 – Campeonato Brasileiro

Jogo do título: 21/12/1997 – Vasco 0 x 0 Palmeiras

1998 – Taça Guanabara

Jogo do título: 19/04/1998 – Vasco 0 x 0 Flamengo

1998 – Taça Rio

Jogo do título: 14/05/1998 – Bangu 0 x 1 Vasco – Mauro Galvão

1998 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 14/05/1998 – Bangu 0 x 1 Vasco – Mauro Galvão

1998 – Taça Libertadores

Jogo do título: 26/08/1998 – Barcelona-EQU 1 x 2 Vasco – Luisão, Donizete; De Ávila
(BAR)

1999 – Torneio Rio-São Paulo

Jogo do título: 03/03/1999 – Santos 1 x 2 Vasco – Zé Maria, Juninho; Alessandro (SAN)

1999 – Taça Rio (Invicto)

Jogo do título: Vasco 2 x 0 Flamengo – Edmundo, Edmundo

2000 – Taça Guanabara (Invicto)

Jogo do título: 23/04/2000 – Vasco 5 x 1 Flamengo – Felipe, Romário, Romário (Pênalti),
Romário, Pedrinho (Pênalti); Leandro Machado (FLA)

*O Flamengo, mesmo matematicamente fora da disputa, alimentava a
esperança de obter os pontos da partida realizada contra o Cabo Frio, a 09/04,
e que havia terminado em 0 x 0. Os rubro-negros alegavam que o goleiro do time adversário
não tinha condições de jogo e que, diante disso, os pontos deveriam ser
adjudicados ao clube da Gávea, como se este fosse o vencedor do encontro.

*Posteriormente à decisão o resultado foi mantido no tapetão.

*Diante disso pode-se dizer que vale como jogo do título a partida Vasco
5 x 0 Cabo Frio, disputada a 19/04, gols de Romário, Odvan, Viola, Paulo
Miranda e Romário.

*Por entender que o Vasco já conquistara o título antecipadamente contra
o Cabo Frio, apesar da possibilidade de em o rubro-negro vencendo o clássico se
sagrar Campeão da Taça Guanabara, contando com o resultado favorável ao clube
dias depois no tribunal, Eurico Miranda afirmou no vestiário de São Januário,
logo após a vitória sobre o Cabo Frio, que o clube faria uma festa de nível no
domingo diante do rival. Perguntado por um repórter se o Flamengo poria as
faixas no Vasco, uma vez que Eurico já afirmava ser o Vasco campeão,
independentemente do resultado da última rodada, o dirigente respondeu: “Nós
não vamos fazer o Flamengo botar a faixa, porque se o Flamengo botar faixa no
Vasco, estraga a faixa”.

Com efeito, o clube, através da ação de seu dirigente, presenteou a
torcida cruzmaltina no Maracanã com 40.000 ovos de chocolate, em homenagem ao
dia da Páscoa, enquanto no campo o time cruzmaltino deu um
verdadeiro”chocolate” no adversário.

2000 – Copa Mercosul

Jogo do título: 20/12/2000 – Palmeiras 3 x 4 Vasco – Romário (Pênali), Romário
(Pênalti), Juninho Paulista, Romário; Arce (Pênalti) (PAL), Magrão (PAL), Tuta
(PAL).

*A 10/11/2000 Eurico Miranda venceu as eleições do clube em São
Januário, emplacando as duas chapas primeira e segundas colocadas, num total de
1763 votos contra 261 da oposição. A partir de então, seria o presidente de
fato do clube, tendo sido Antônio Soares Calçada, seu antecessor, pouco antes
homenageado com o título de presidente de honra do clube.

2000 – Campeonato Brasileiro

Jogo do título: 18/01/2001: Vasco 3 x 1 São Caetano – Juninho, Jorginho Paulista,
Romário; Adãozinho (SC)

* A 16/01/2001 Eurico Miranda tornou-se presidente de direito do clube,
após votação do Conselho Deliberativo ocorrida naquela data.

2001 – Taça Rio (Invicto)

Jogo do título: 05/05/2001 – Vasco 5 x 0 América – Jorginho Paulista, Romário, Romário,
Romário, Euller

*A derrota do Americano para o Botafogo por 1 x 0, horas depois,
ratificou a conquista vascaíno, pois a equipe campista era a única que poderia
impedir o título do clube.

Jogo que garantiu a invencibilidade: 13/05/2001 – Vasco 0 x 0 Flamengo

2003 – Taça Guanabara

Jogo do título: 01/03/2003: Vasco 1 x 1 Flamengo – Wellington Monteiro; Zé Carlos (FLA)

*O título foi ratificado a 05/03, pois o Americano naquela data jogou e
empatou com o Friburguense em 0 x 0. A equipe campista precisaria vencer por
improváveis oito gols de diferença para chegar ao título, mas a própria FFERJ,
comandada na época por um torcedor ilustre do Americano, Eduardo Viana, deu no
campo de jogo a taça ao Vasco, após o empate contra o Flamengo a 01 de março.

2003 – Taça Rio (Invicto)

Jogo do título: 19/03/2003 – Vasco 2 x 1 Fluminense – Jadilson (Contra), Souza; Alex
Oliveira (FLU)

*Na súmula o primeiro gol do Vasco foi dado a Marcelinho Carioca, em
cobrança de escanteio.

Jogo que garantiu a invencibilidade: 23/03/2003 – Vasco 2 x 1 Fluminense – Léo Lima, Souza; Ademilson (FLU)

*A Taça Rio foi disputada apenas pelos clubes semifinalistas do
Campeonato Estadual: Americano, Flamengo, Fluminense e Vasco. Quem somasse mais
pontos seria o campeão, mas, na prática, apenas os dois que chegassem à decisão
poderiam matematicamente conquistar a Taça. Vasco e Fluminense eliminaram
respectivamente Americano e Flamengo, mas o Vasco somou seis pontos nos dois
jogos semifinais (vitórias por 4 x 1 e 2 x 0), enquanto o Fluminense apenas
quatro (empate em 1 x 1 e vitória por 4 x 0). Com isso, o Vasco iniciou os
jogos finais com dois pontos de vantagem (em se tratando de Taça Rio apenas) e
a vitória na primeira partida da decisão, a 19/03 já deu por antecipação o
referido título ao clube.

2003 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 23/03/2003 – Vasco 2 x 1 Fluminense – Léo Lima, Souza; Ademilson (FLU)

2004 – Taça Rio

Jogo do título: 04/04/2004 – Vasco 2 x 1 Fluminense – Valdir, Beto; Romário (Pênalti)
(FLU)

2015 – Campeonato Carioca

Jogo do título: 03/05/2015 – Vasco 2 x 1 Botafogo – Rafael Silva, Gilberto; Diego Jardel
(BOT)

2016 – Taça Guanabara (Invicto)

Jogo do título: 17/04/2016 – Vasco 1 x 0 Fluminense – Riascos

Resumo:

Taça Libertadores – 1 (1998)
Copa Mercosul – 1 (2000)
Taças na Europa – 8 (1987/1988/1989/1989/1993/1993/1995/1997)
Taças na América do Norte – 2 (1987/1987)
Taças na África – 1 (1991)
Campeonato Brasileiro – 3 (1989/1997/2000)
Torneios Interestaduais – 2 (1993/1999)
Outros torneios interestaduais amistosos – 2 (1986/1987)
Campeonato Carioca – 8 (1987/1988/1992/1993/1994/1998/2003/2015)
Taça Guanabara – 9 (1986/1987/1990/1992/1994/1998/2000/2003/2016)
Taça Rio – 8 – (1988/1992/1993/1998/1999/2001/2003/2004)
Terceiro Turno – 2 (1988/1997)
Copa Rio – 2 (19992/1993)
Outros torneios estaduais – 1 (1990)

Ressalte-se ainda que o reconhecimento do Campeonato Sul-Americano de
clubes, conquistado em 1948 com status de Taça Libertadores foi obtido também
por trabalho de Eurico Miranda junto à Conmebol, no ano de 1996. Tal
reconhecimento, em documento oficial da entidade, levou o Vasco a participar da
Supercopa Libertadores de 1997, competição na qual só atuavam os campeões de
Taça Libertadores da América e que foi disputada entre os anos de 1988 e 1997.

Casaca!

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo