Com a força da torcida, Vasco joga muito e vence o Cruzeiro

sábado, 23/11/2013

Precisando, e muito, da vitória, o Gigante recebeu, na noite deste sábado (23), a equipe do Cruzeiro no Maracanã, em partida válida pela 36ª rodada do Brasileirão 2013. Em campo, o Cruzmaltino jogou bem, pressionou e voltou a vencer, por 2 a 1. Com o resultado, o Vasco permaneceu em décimo oitavo, mas agora com 41 pontos. O Vasco volta a campo no próximo domingo (01/12), para enfrentar o Náutico. O horário e o local do jogo ainda não foram definidos.

O jogo

Vasco joga muito bem e abre vantagem

Com o forte apoio da torcida no Maracanã, o Gigante começou com muita vontade. E, com um minuto de jogo, Thalles recebeu no ataque e acabou sofrendo falta perigosa. Na cobrança, Marlone chutou forte, mas a bola desviou na barreira e saiu em escanteio. Na sequência, Luan achou Thalles na área, que cabeceou forte e abriu o placar. Aos seis, o Cruzeiro avançou pela esquerda e Vinícius Araújo, que recebeu cruzamento na área, desviou de cabeça, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos 11, o Gigante voltou a levar perigo com Thalles, mas Rafael defendeu.

No minuto seguinte, Edmílson recebeu pela esquerda, partiu para o centro da área e chutou forte, mas a bola saiu em tiro de meta. Aos 15, após boa jogada de Everton Ribeiro, Fagner conseguiu cortar. Quatro minutos depois, Nilton levantou bola na área do Vasco, mas Cris afastou de cabeça. Aos 21, Yotún avançou pela lateral esquerda e cruzou, mas o zagueiro do Cruzeiro desviou, com a mão, para escanteio. Na sequência, Thalles acabou pegando mal a bola, que subiu e saiu por cima do gol. Aos 26, após dois cortes da zaga vascaína, Léo chutou e a bola bateu na trave, mas o assistente já havia marcado impedimento do ataque cruzeirense.

Aos 29, Nilton cobrou falta de longe, mas a bola acabou subindo demais e saiu sem levar perigo. Dois minutos depois, Everton Ribeiro recebeu um lindo passe de Ricardo Goulart e chutou forte, mas Alessandro fez uma ótima defesa. Na sequência, após contra-ataque rápido, Edmílson recebeu na entrada da área, ajeitou a bola e soltou a bomba, marcando um golaço. Aos 34, Thalles arrancou pela direita e cruzou para Pedro Ken, que não conseguiu alcançar a bola. Dois minutos depois, Edmílson dividiu bola na área do Cruzeiro e ganhou escanteio. Na cobrança, Paulão afastou.

Aos 37, Fagner cruzou para a área do Vasco e Pedro Ken conseguiu desviar e por pouco não ampliou. Dois minutos depois, após corte do Cris, Ricardo Goulart pegou a sobra e chutou forte, mas a bola saiu por cima do gol. Aos 42, Cris conseguiu parar novamente o ataque do Cruzeiro. Dois minutos depois, Alessandro dividiu bola com Vinícius Araújo e recebeu um chute, mas o árbitro mandou o lance seguir. Na sequência, Marcos Andre Gomes da Penha encerrou o primeiro tempo.

Cruzeiro diminui o placar, mas o Gigante vence

Sem alterações, o Vasco voltou para a segunda etapa partindo para cima do Cruzeiro. E, com dois minutos de jogo, Yotún tabelou pela esquerda e cruzou, mas Rafael defendeu. Na sequência, Ricardo Goulart dividiu bola com Cris e Willian completou para o gol, mas o assistente assinalou impedimento. Aos três, Edmílson recebeu na área e dividiu com o zagueiro, mas a bola saiu em escanteio. Dois minutos depois, Willian recebeu bom passe na intermediária, mas Yotún, com muita vontade, conseguiu retomar a posse de bola. Aos seis, Pedro Ken lançou Marlone, que dominou, limpou a marcação e bateu colocado, mas a bola saiu em tiro de meta.

Na sequência, Yotún ganhou da marcação e tocou para Marlone, que recebeu um encontrão do zagueiro adversário e caiu na área, mas o árbitro deu cartão amarelo por simulação. Aos dez, Pedro Ken ganhou de dois adversários e cruzou, mas a zaga do Cruzeiro cortou para escanteio. Aos 15, Thalles recebeu a bola no campo de defesa, arrancou até a grande área e chutou forte, mas Rafael fez boa defesa. Aos 19, Everton Ribeiro cobrou falta direta para o gol, Paulão tentou cabecear, mas a bola não tocou em ninguém e o Cruzeiro e diminuiu o placar. Três minutos depois, Nilton recebeu no meio do campo, avançou e chutou forte, mas a bola saiu por cima do gol.

Aos 27, Júlio Baptista recebeu cruzamento da direita e chutou de primeira, mas a bola saiu em tiro de meta. Três minutos depois, após bate-rebate no campo de ataque vascaíno, Edmílson recebeu na área e chutou, mas a bola passou raspando a trave. Dois minutos depois, Everton Ribeiro cobrou falta direta para o gol, mas Alessandro afastou de soco. Aos 40, Marlone levantou a bola na área, mas o zagueiro Léo conseguiu afastar e mandou para escanteio. Na cobrança, Edmílson cabeceou com muito perigo, mas a bola acabou saindo em tiro de meta. Por pouco o Gigante não fez o terceiro gol no Maracanã.

Aos 42, Robinho fez uma linda jogada individual, tabelou com Edmílson e invadiu a área, mas Paulão afastou para escanteio. Na cobrança de Marlone, o Edmílson dividiu com a zaga e ganhou lateral. Na sequência, Yotún arriscou de longe, a bola desviou na defesa adversária e o Gigante ganhou novo escanteio. Na cobrança, novo escanteio para o Vasco. Aos 45, Robinho recebeu na direita, invadiu a área e soltou a bomba, mas Rafael fez ótima defesa. Dois minutos depois, Pedro Ken roubou a bola na intermediária, avançou e chutou, mas a bola subiu demais. E, aos 49, o árbitro Marcos Andre Gomes da Penha encerrou a partida.

Próximo jogo

Agora, o Vasco volta a campo no próximo domingo (01/12), para enfrentar o Náutico. O horário e o local do jogo ainda não foram definidos.

Ficha Técnica
VASCO 2 X 1 CRUZEIRO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 23/11/2013 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Cartões amarelos: Edmílson, Guiñazu, Marlone, Fagner (VASCO); 
Gols: Thalles, 02/1ºT (1-0); Edmílson, 32/1ºT (2-0); Everton Ribeiro, 19/2ºT (2-1);

VASCO: Alessandro; Fagner (Renato Silva, 25/2ºT), Cris, Luan, Yotun; Guiñazu, Abuda, Pedro Ken e Marlone (Bernardo, 47/2ºT); Thalles (Robinho, 35/2ºT) e Edmilson. Técnico: Adilson Batista.

CRUZEIRO: Rafael; Ceará, Léo, Paulão e Egídio; Nilton (Alisson, 35/2ºT), Lucas Silva, Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart (Elber, 20/2ºT); Willian e Vinícius Araújo (Júlio Baptista, intervalo). Técnico: Marcelo Oliveira.