Com gol do estreante Éderson, Vasco reage no 2º tempo e vence de virada o Bragantino

sábado, 23/07/2016

Pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Vasco venceu, de virada, o Bragantino por 2 a 1, em São Januário. Com o resultado, o Gigante da Colina se mantém na liderança da competição com 35 pontos, dois atrás do vice-líder Ceará e a nove pontos do quinto colocado, que é o Criciúma. Os gols da equipe vascaína foram marcados pelo estreante Éderson e pelo zagueiro Rodrigo. Rafael Grampola descontou para o time paulista. 

Andrezinho foi decisivo em mais uma partida pelo Vasco – Foto: Paulo Fernnades/Vasco.com.br

O JOGO

Com mais posse de bola no primeiro tempo, o Vasco sofreu com os contra-ataques do Bragantino. A equipe visitante apostou na velocidade e conseguiu surpreender os vascaínos. Logo aos 6 minutos, o meia Marcos Paullo cruzou na área do time carioca e a bola passou por Rafael Gramposa, que se esticou, mas não conseguiu empurrar para o gol. O Gigante da Colina respondeu na sequência. Yago Pikachu recebeu boa bola pela direita, invadiu a área e chutou cruzado para a defesa de Felipe.

Apesar de chegar mais vezes ao ataque, o Cruzmaltino não conseguiu envolver o adversário, que abriu o placar aos 17 minutos. Em cobrança de falta pelo lado esquerdo, Rafael Grampola subiu mais que todo mundo e cabeceou para o gol. Precisando virar  a partida, o Vasco chegou bem novamente aos 23 minutos. Em ótimo cruzamento de Andrezinho, Yago Pikachu mergulhou de peixinho e cabeceou. O goleiro Felipe fez mais uma defesa milagrosa. 

Ainda no primeiro tempo, a equipe paulista ficou com um jogador a menos. Aos 38 minutos, Gabriel Dias foi expulso após fazer falta em Júlio César e receber o segundo cartão amarelo.

Thalles teve boa atuação com uma assistência na partida – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Buscando a virada, o técnico Jorginho fez duas mudanças no intervalo. O estreante Éderson e o zagueiro Rafael Marques entraram nos lugares de Evander e Jomar, respectivamente. Com um jogador a mais, o time vascaíno mudou de postura e começou a pressionar o Bragantino em seu campo de defesa.
Em sua primeira chance de finalização, Éderson não decepcionou. Em bela troca de passes aos 13 minutos, Thalles deixou de cabeça para o estreante, que bem posicionado, invadiu a área e soltou um chutaço no fundo da rede, um golaço do estreante da tarde. Os cariocas continuaram pressionando e, na sequência, quase viraram o jogo. Após cruzamento de Andrezinho na área, a zaga do Bragantino tentou afastar e jogou nos pés de Yago Pikachu, que bateu rasteiro e quase ampliou.
Aos 23 minutos, em cobrança de alta, Andrezinho chutou direto para o gol, obrigando Felipe a fazer mais uma defesa para salvar o Bragantino. Sem poder ofensivo, o time visitante não conseguiu oferecer perigo algum para o Vasco na segunda etapa. O Gigante da Colina não demorou para virar o placar. Aos 27 minutos, o meia Andrezinho cobrou falta na cabeça do capitão Rodrigo, que não perdoou e deixou o Vasco na boa. Vasco 2×1 Bragantino. 

Com o resultado, o Vasco se mantém líder do Campeonato Brasileiro da Série B, co 35 pontos. O próximo jogo da equipe será contra o Criciúma, dia 30 de julho, em São Januário.

Estreante da tarde, Éderson marcou o gol de empate para o Vasco – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

FICHA TÉCNICA – VASCO 2X1 BRAGANTINO

Competição: 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Local: São Januário, RJ
Data: 23 de julho de 2016
Horário: 16h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Rosnei Hofmann Scherer (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Cartões amarelos: Rodrigo, Júlio César e Éder Luís (Vasco) / Gabriel Dias e Alemão (Bragantino) 
Cartão vermelho: Gabriel Dias (Bragantino)
Gols: Éderson (13/2º Tempo) e Rodrigo (27’/2º Tempo) – Vasco / Rafael Grampola (17’/1º Tempo) – Bragantino
VASCO: Martin Silva; Madson (Éder Luís), Jomar (Rafael Marques), Rodrigo e Júlio César, Yago Pikachu, Diguinho, Andrezinho e Evander (Éderson); Jorge Henrique e Thalles. Técnico: Jorginho
Bragantino: Felipe, Alemão (Erick), Ednei, Eder Lima e Bruno Pacheco; Daniel Pereira, Gabriel Dias, André Rocha e Marcos Paulo (César Gaúcho); Rafael Grampola e Tartá (Watson). Técnico: Marcelo Veiga

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo