Crias brilham mais uma vez e Vasco goleia o Náutico em São Januário

sexta-feira, 16/09/2022

Por: Matheus Babo, São Januário

O Vasco goleou o Náutico por 4 a 1, na noite desta sexta-feira (16), em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. Os gols vascaínos foram marcados por Raniel, Eguinaldo, Andrey e Figueiredo. Com o resultado, o Cruzmaltino chegou aos 48 pontos, se  mantendo entre os quatro primeiros colocados.

O próximo compromisso do Gigante da Colina na competição será na quarta-feira (21/9), diante do Cruzeiro, às 21h, no Mineirão.

O JOGO

A primeira boa chegada do Vasco foi com 3 minutos. Eguinaldo tentou em Raniel, que fez a parede para Andrey tentar o chute colocado, mandando perto do gol. Aos 6, Marlon Gomes roubou a bola no meio, arrancou e tentou o chute, mandando pelo lado direito do gol. Aos 19, Eguinaldo arrancou em contra-ataque e deixou Raniel na cara do gol. O artilheiro tocou na saída do goleiro e marcou, mas estava impedido.

Aos 27, Nenê cobrou escanteio buscando Andrey. O camisa 8 conseguiu chegar nela, mas a bola desviou na mão do marcado. Pênalti marcado pelo árbitro de vídeo que Raniel cobrou com categoria para abrir o placar: VASCO 1 a 0. Aos 38, Eguinaldo pegou na esquerda, puxou pro meio e bateu colocado no cantinho, marcando um golaço para ampliar:  VASCO 2 a 0.

O Vasco voltou com tudo. Logo no primeiro minuto, Marlon Gomes arrancou pela direita, invadiu a área, mas foi desarmado. Na sequência, Raniel lançou Marlon na área, que tentou na pontinha do pé, a zaga afastou e Andrey bateu de primeira. A bola desviou na zaga e entrou: VASCO 3 a 0. Aos 13, Nenê deu lindo lançamento para Andrey na área, que escorou para Raniel, mas o camisa 9 não conseguiu concluir em gol.

Aos 22, o adversário diminuiu o placar: 3 a 1. Oito minutos depois, Nenê lançou Eguinaldo em velocidade e o camisa 9 acabou travado na hora do chute. Aos 42, Figueiredo soltou a bomba da entrada da área para marcar e fechou o placar: VASCO 4 a 0.

Escalação do Vasco: Thiago Rodrigues, Léo Matos, Anderson Conceição, Danilo Boza (Quintero) e Paulo Victor (Edimar); Yuri, Andrey, Marlon Gomes (Gabriel Pec) e Nenê (Alex Teixeira); Eguinaldo e Raniel (Figueiredo) – Técnico: Jorginho

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo