Instagram Facebook Tiktok Youtube Twitter Flickr
Bandeiras
Centro de Memoria

Domingo, 21/03/2021

O último encontro de Garrincha no Botafogo contra o Vasco

Por: Horacio Junior

CPAD-CRVG

A última partida oficial entre o Vasco e Garrincha, com a camisa do Botafogo, aconteceu em 05 de setembro de 1965. Naquele tempo, o antigo estado da Guanabara era governado por Carlos Lacerda, o Brasil estava sob o governo de Castello Branco, e Israel e Alemanha Ocidental restabeleceram relações diplomáticas. O encontro final entre o Gigante da Colina e o “Anjo das pernas tortas” pelo seu alvinegro carioca ocorreu na última rodada da primeira edição da Taça Guanabara. O Vasco venceu por 2 x 0, com gols de Oldair no primeiro tempo e Paulistinha (contra) na segunda etapa.

Acervo CPAD-CRVG

Garrincha é um ídolo inconteste do futebol mundial e durante 12 anos construiu uma das mais belas carreiras no futebol no Botafogo. De 1953 a 1965 Garrincha defendeu as cores do alvinegro e encerrou a carreira no Olaria, em 1972.

O “Anjo das pernas tortas” já atuou com o manto Cruzmaltino em uma oportunidade. Em 1967, aos 33 anos, em um amistoso contra a seleção de Cordeiro, uma cidade do interior do Rio de Janeiro famosa por suas festas e exposições agropecuárias as margens do Rio Macuco. Garrincha fez um dos seis gols na vitória de 6 x 1 sobre o selecionado cordeirense.

Paulo Dias, Garrincha e Almir.
Acervo – CPAd-CRVG

Garrinha era famoso por seus dribles e seu maior marcador foi o lateral esquerdo Coronel. Coronel era o apelido de Antônio Evanil da Silva e no Vasco foi campeão carioca de 1956 e 1958. Sobre Garrincha Coronel disse ao Globo Esporte em 2012:

“Eu tentava (marcar o Garrincha). Quando eu não conseguia, eu segurava (pela camisa). Não havia cartão amarelo. Eu parava o jogo. Para não dar um pontapé no maior ponta-direita de todos os tempos. Eu iria me sentir mal se o Garrincha deixasse de participar da próxima partida machucado por mim. Era quase impossível marcar o Garrincha. Era um sonho”.

Coronel e Garrincha
Acervo – CPAD-CRVG

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

VASCO 2×0 Botafogo/RJ

Data: 05 de setembro de 1965

Local: Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro/RJ

Público: 115.064 – Renda: Cr$ 72.927.380,00

Árbitro: Frederico Lopes

Vasco: Gainete; Joel, Brito, Fontana, Oldair; Maranhão e Lorico; Luisinho, Célio, Mário, Célio e Zezinho. Técnico: Zezé Moreira.

Botafogo: Manga; Joel, Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; Aírton e Gérson; Garrincha, Sicupira, Jairzinho e Roberto. Técnico: Daniel Pinto.

Gols: Oldair 40/1T (VAS) e Paulistinha (contra) 5/2T (VAS).

Obs.: Nessa partida, o Club de Regatas Vasco da Gama conquistou a Taça Guanabara de 1965, a primeira edição dessa competição.

 


Compartilhe esta notícia
Cruz de Malta

Outras Notícias