Diogo Calhau avalia início da Copa Brasileirinho Sub-14 e fala sobre duelo decisivo

quarta-feira, 13/10/2021

Por: Breno Prata, São Januário

A equipe Sub-14 do Vasco da Gama encara o Athletic-MG, nesta quinta-feira (14/10), às 9h, no SESI de Betim, pelas oitavas de final da Copa Brasileirinho. Após boa campanha na fase de grupos da competição, o time comandado pelo técnico Diogo Calhau chega embalado para a fase mata-mata. O treinador deu sua avaliação de como foi a primeira fase do Cruzmaltino e falou sobre a importância dessa partida.

– A primeira fase nós sabíamos que a quantidade grande de jogos é um fator que devíamos levar em consideração. Jogamos quatro dias em sequência, então tentemos equilibrar a carga dos atletas, fazendo alterações na equipe que começava os jogos para evitar qualquer tipo de desgaste. Conseguimos fazer uma ótima primeira fase, passamos por algumas situações que nos ajudaram a amadurecer dentro da competição e agora vamos para o jogos decisivos. Sabemos que esses jogos tem uma importância muito maior, essa é a primeira competição grande dos atletas e a gente espera fazer um grande jogo amanhã – disse o técnico Diogo Calhau.

Foto: Valdir Santiago

A campanha da equipe na primeira fase é de três vitórias e uma derrota. Foram oito gols marcados e apenas três sofridos. Diogo Calhau falou um pouco sobre a importância de uma competição nacional para atletas de categorias menores e avaliou o que é necessário para conseguir chegar ao objetivo final.

– Esses tipo de competições exigem um nível maior de técnica, da parte física do atletas e principalmente a parte mental. A gente sabe a importância dessa competição para os meninos, é nela que nós conseguimos observar os atletas num nível competitivo. Esperamos que essas competições nacionais para categorias inferiores continuem acontecendo, para que a gente possa aumentar o nível de competitividade dos nossos atletas e melhorar no quesito adaptação dos meninos – destacou o comandante, antes de avaliar o elenco vascaíno:

– Temos um elenco bem qualificado, com atletas não só titulares mas reservas de um bom nível. Isso mostra a qualidade da captação do clube, todo esse trabalho que é muito bem feito por toda a gestão da base. Queria agradecer ao Gerente Geral da Base Rodrigo Dias e ao Presidente Jorge Salgado que possibilitaram que nós estivéssemos aqui, eles entenderam a importância de ter uma competição dessas para os garotos e investiram nesse geração que acreditamos ter muito futuro.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo