Em jogo eletrizante, Vasco bate Pinheiros e empata a série no NBB 9

sexta-feira, 07/04/2017

Gigante da Colina largou na frente e sofreu a virada, mas demonstrou bravura e superou os paulistas fora de casa


Murilo comandou o triunfo cruzmaltino em São Paulo- Fotos: Thiago Moreira/Vasco.com.br

Pelo segundo jogo das oitavas de final do NBB 9, o Vasco da Gama mediu forças com o Pinheiros no Ginásio Poliesportivo Henrique Vilaboim, em São Paulo. Com atuação espetacular do pivô Murilo Becker, que anotou 23 pontos e pegou 13 rebotes, o Gigante da Basquete derrotou os donos da casa pelo placar de 85 a 80. A terceira partida da série acontecerá neste fim de semana, novamente em solo paulista.

O JOGO

Precisando da vitória para empatar a série, o Vasco entrou em quadra disposto a não dar chances para o Pinheiros. O que se viu nos primeiros minutos, entretanto, foi um aproveitamento baixo nos arremessos. As equipes só começaram a pontuar com frequência após a metade do quarto inicial. Os donos da casa saíram na frente, abriram uma pequena vantagem, mas o Gigante da Basquete logo se recuperou. Murilo e David Jackson comandaram o triunfo cruzmaltino no primeiro período: VASCO 18 x 08.

Hélio iniciou o segundo quarto acertando duas bolas de três

No segundo quarto, o começo vascaíno foi avassalador. Contado com arremessos da linha de três pontos certeiros de Hélio e David Jackson, o Almirante abriu uma vantagem de 10 pontos no placar. A folga, porém, não durou por muito tempo, pois o Pinheiros cresceu no jogo e passou a incomodar o sistema defensivo do clube de São Januário. A evolução da equipe paulista tornou o duelo mais equilibrado e fez com que o primeiro tempo terminasse com uma menor diferença no marcador: VASCO 35 x 30.

Melhor em quadra na reta final do quarto anterior, o Pinheiros retornou do intervalo com a mesma postura e passou na frente do marcador antes mesmo do cronômetro marcar sete minutos. O ritmo dos paulistas se manteve intenso na sequência do período. Percebendo a queda de rendimento do time, o treinador Dedé Barbosa pediu tempo em três oportunidades. A atitude, entretanto, não mudou o rumo da partida. Ao final do penúltimo quarto, o Pinheiros vencia por 62 a 52.


Nezinho disputa bola no garrafão com jogador adversário

Nos dez minutos finais do confronto, o Vasco voltou a desempenhar o basquetebol do início da partida e diminuiu a diferença de forma considerável. Apenas um ponto separava o Gigante do Basquete do Pinheiros quando o cronômetro apontava três minutos para o fim. Atravessando um melhor momento que o rival, o Cruzmaltino retomou a dianteira do placar nos derradeiros momentos da partida e empatou a série: VASCO 85 x 80.

TITULARES

Nezinho: 13 pontos, 04 assistências e 00 rebote
David Jackson: 16 pontos, 02 assistências e 05 rebotes
Gaúcho: 08 pontos, 00 assistência e 01 rebote
Wagner: 04 pontos, 02 assistências e 04 rebotes
Murilo: 26 pontos, 02 assistências e 14 rebotes


David Jackson em ação contra o Pinheiros- Fotos: Thiago Moreira/Vasco.com.br

ENTRARAM
Hélio: 08 pontos, 03 assistências e 02 rebotes
Palacios: 06 pontos, 02 assistências e 00 rebote
Bruno Fiorotto: 04 pontos, 00 assistência e 04 rebotes
Drudi: 00 ponto, 00 assistência e 01 rebote
Márcio: 00 ponto, 00 assistência e 00 rebote
Bruninho: 00 ponto, 00 assistência e 00 rebote