Em noite de gala em São Januário, Vasco goleia Coritiba

sexta-feira, 22/09/2023

Por: Caio Almeida | Comunicação

Vegetti, duas vezes, Zé Gabriel; Rossi e Gabriel Pec marcaram os gols da vitória por 5 a 1

O Vasco da Gama recebeu o Coritiba na noite desta quinta-feira (21) pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, em São Januário, no jogo que marcou o retorno do público ao Caldeirão. Com gols de Vegetti, duas vezes, Zé Gabriel; Rossi e Gabriel Pec, o Gigante da Colina goleou por 5 a 1.

Agora o Cruzmaltino visita o América (MG) em jogo atrasado da 15ª rodada do Brasileirão. A partida acontece na segunda-feira (25), às 20h, na Arena Independência, em Minas Gerais.

Foto: Leandro Amorim | Vasco da Gama

Vasco domina o adversário e dá baile em São Januário

Com o Caldeirão lotado, o Vasco tomou a iniciativa ofensiva. Aos oito minutos, Rossi cruzou pela direita e Zé Gabriel apareceu na grande área para cabecear e estufar as redes: 1 a 0. A equipe permaneceu construindo boas jogadas e pressionando o adversário. Aos 34, em grande jogada coletiva, Payet ficou cara a cara com o arqueiro adversário e, com categoria, tocou para Rossi, livre de marcação e com a meta aberta, apenas empurrar para o fundo do gol.

Foto: Leandro Amorim / Vasco da Gama

Engana-se quem pensa que o Vasco diminuiu o ritmo na etapa complementar com a vantagem construída. Logo aos cinco minutos, Paulinho lançou Vegetti. O camisa 99 dominou no peito e emendou uma linda finalização, sem chances para o goleiro: 3 a 0. A festa na arquibancada ditou o ritmo do jogo e o Vasco não parou de atacar. Desta vez, Lucas Piton, pela esquerda, acionou Vegetti e o atacante argentino testou para marcar o seu segundo gol e o quarto do Gigante.

Ramón Díaz aproveitou para promover substituições diversas ao longo do jogo. Na reta final, o Coritiba chegou a diminuir o placar. Mas ainda deu tempo do Vasco confirmar a festa na Barreira. Marlon Gomes realizou grande jogada individual e, Gabriel Pec, finalizou com o gol: 5 a 1.

Foto: Leandro Amorim / Vasco da Gama

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo