Instagram Facebook Tiktok Youtube Twitter Flickr
Bandeiras
Futebol

Sexta-feira, 09/08/2019

Luxemburgo confirma escalação para a partida contra o Goiás

Fernando Miguel, Cáceres, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan, Henrique, Richard, Raul, Marcos Júnior, Yago Pikachu, Marrony e Talles. É com essa escalação que o Vasco da Gama iniciará a partida contra o Goiás, no próximo domingo (11/08), às 19 horas, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. O anúncio foi feito pelo treinador Vanderlei Luxemburgo durante a gravação do resumo da semana para a VascoTV.


Luxemburgo orienta jogadores durante o treinamento- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Com essa formação, no treinamento da última quinta-feira (08), o Gigante da Colina apresentou um bom futebol e se tornou mais veloz na transição entre defesa e ataque. Ao explicar as entradas de Cáceres e Marcos Júnior nos lugares de Bruno César e Marquinho, respectivamente, o experiente comandante afirmou que viu a última partida do Goiás e alertou para a força ofensiva do adversário no lado direito. 

– Houve uma definição da equipe com antecedência e teremos algumas mudanças. Vou adiantar o Yago Pikachu, ele vai atuar como jogou parte do jogo contra o Ceará, adiantado, com o Cáceres por trás. Entra também o Marcos Júnior no lugar do Marquinho. Escolhemos essa formação em virtude do adversário, vi o jogo do Goiás contra o Corinthians, e eles possuem um lado direito muito forte, precisaremos ter cuidado ali – afirmou Luxa, acrescentando na sequência,
– Independentemente disso, a semana de preparação foi muito boa, assim também como a reposta dada por esse time no treinamento de ontem. O time ficou muito rápido no ataque, com a transição defensiva boa e uma transição ofensiva muito boa. Estamos construindo uma equipe de acordo com as nossas necessidades de acordo com as possibilidades que possuímos – explicou o experiente treinador.


Ainda durante seu pronunciamento na VascoTV, Vanderlei Luxemburgo voltou a lamentar o desempenho ruim da equipe de São Januário no jogo contra o CSA. Na ocasião, na visão do comandante, o Vasco encontrou dificuldades por não ter respeitado suas principais características, ou seja, não ter sido um time aguerrido, determinado e intenso durante os 90 minutos do confronto.
– Nossa proposta é ser um time altamente determinado e aguerrido, diferentemente do que foi contra o CSA. Nessa partida a equipe não foi aguerrida, não teve intensidade, não foi determinada. O que aconteceu? Nós sofremos e poderíamos ter perdido o jogo. Quero um time dessa forma, jogando e respeitando as características dos jogadores que temos aqui dentro – finalizou o comandante cruzmaltino.


Compartilhe esta notícia
Cruz de Malta

Outras Notícias