Há 24 anos, Vasco era bicampeão estadual com gosto de Cocada

sexta-feira, 22/06/2012

Nesta sexta-feira (22), faz 24 anos da conquista do bicampeão Carioca do Vascão, que venceu a o Flamengo por 1 a 0 na decisão com um gosto especial de Cocada, pois o título ficou marcado na história cruzmaltina por causa de um personagem com o mesmo apelido do doce que entrou no almanaque do clube.

O Gigante da Colina havia vencido a primeira partida da final por 2 a 1, gols de Bismarck e Romário. Assim, a equipe de São Januário entrou no gramado do Maracanã na noite do dia 22/06 com uma vantagem sobre o rival, que precisava de uma vitória para forçar o terceiro jogo.

O Vasco vinha com o plano de explorar essa vantagem ao segurar o Flamengo na defesa para sair em um contra-ataque rápido, matando a decisão. Durante a primeira etapa, Vivinho e Geovani sentiram uma contusão, mas continuaram em campo, enquanto o Flamengo pressionava desesperado, o time vascaíno.

No segundo tempo, o nervosismo flamenguista aumentava conforme passava o tempo, atrapalhando os seus ataques. O placar de 0 a 0 se arrastava até o final da partida com a torcida vascaína comemorando o possível título. Foi quando, aos 41 minutos, o técnico cruzmaltino, Sebastião Lazaroni, decidiu colocar em campo o lateral-direito Luiz Edmundo Lucas Corrêa; o Cocada.

Aos 44 minutos, aconteceu o lance que marcaria o lateral na história do Vascão. Bismark roubou a bola no meio de campo e tocou para Cocada, ainda no seu campo defensivo. O jogador arrancou por cerca de 7 segundos quando chegou na entrada da área adversária, cortou para dentro e soltou uma bomba de canhota, no ângulo, sem chances para o goleiro Zé Carlos. Um golaço que selava o bicampeonato para o Gigante da Colina.

Em sua comemoração, Cocada saiu correndo girando a sua camisa com tanta euforia que acabou sendo expulso de campo pelo árbitro. Antes de terminar a decisão, Romário e Renato Gaucho se desentenderam, acarretando no cartão vermelho para ambos.


Foto: Divulgação

Após o apito final, em meio à comemoração do título, Cocada concedeu uma entrevista, dizendo que na história do clube: “ vai estar escrito, daqui a 20 anos, que o Vasco da Gama conquistou o bicampeonato. Com um gol de Cocada aos 44 minutos, que entrou em campo aos 41 e foi expulso aos 46. É um marco histórico para qualquer jogador”. Passados mais de 20 anos, Cocada ainda continua a ser uma lembrança doce para os vascaínos.