João Victor é apresentado como reforço do Vasco da Gama

terça-feira, 16/01/2024

Por: Assessoria de Imprensa, Rio de Janeiro

O Vasco da Gama apresentou mais um reforço para a temporada 2024. O zagueiro João Victor concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador do Gigante da Colina e falou sobre a motivação em vestir da camisa do Cruzmaltino. Ele recebeu o número 38 e explicou os motivos que o fizeram escolher pelo clube.

– Clube tão grande no cenário nacional e mundial. A primeira impressão é muito boa. Volto para o Brasil, um lugar receptivo. Os jogadores me receberam bem. Tenho aqui um dos maiores amigos meus no futebol, que é o Lucas Piton. Uma comissão que dá liberdade para conversar, tirar dúvidas, ouvir conselhos. Estou me sentindo muito bem, tenho certeza que será um ano maravilhoso, um grupo muito unido, que é difícil de ver no futebol – afirmou João Victor, que completou:

– (Amizade com Piton) começou no Corinthians, foi construída gradativamente. Hoje ele é um dos meus melhores amigos no futebol. Frequenta minha casa, frequento a casa dele. Quando surgiu o assunto de eu vir para cá, conversei com ele e ele disse: “Irmão, pode vir de olhos fechados, você vai amar jogar aqui, no Rio de Janeiro, com essa torcida maravilhosa, que apoia muito”. Tenho certeza que fiz uma boa escolha.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA COLETIVA:

PROPOSTA DO VASCO
Estou muito feliz no Vasco, conversei com o Alexandre Mattos, me passou total confiança e credibilidade. É um dos maiores clubes do Brasil e do mundo. A oportunidade de voltar a jogar para mim é enorme e eu não pensei duas vezes em aceitar. Podem esperar tudo de positivo que fiz em 2021 no Brasil e mais, porque amadureci. Hoje entendo mais de futebol, sou mais líder em campo, consigo prever situações.

RAMÓN DÍAZ
É um técnico, tanto ele como o Emiliano, aberto a perguntas, a tirar dúvidas, aconselhar. Fez um segundo turno espetacular com o Vasco, chego para somar e tenho certeza que ele vai me ensinar muitas coisas que ele aprendeu no futebol.

ESTREIA
Sempre joguei pela direita, uma posição que me deixa mais confortável. Não conversamos muito sobre esquema tático ainda, acho que será conversado na véspera do jogo. Faz tempo que, infelizmente, não venho jogando, vou tratar esse amistoso como uma final de campeonato, vou dar meu máximo e mostrar para o torcedor que eu tenho qualidade e mereço estar aqui.

SÃO JANUÁRIO
São Januário é um campo histórico, um campo que todo jogador sonha jogar. O que peço para o torcedor é que nos apoie, que vai ser um ano diferente do ano passado, vamos brigar lá em cima, por títulos, podem me cobrar que vou dar o máximo de mim.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo