Jorginho comemora renovações e explica mudanças na equipe

sexta-feira, 04/03/2016

Pela última rodada da primeira fase do Campeonato Carioca, o Vasco da Gama entra em campo neste sábado (05/03), às 18h30, para enfrentar o Bonsucesso. A partida será realizada no estádio Los Larios, em Xerém, e o Almirante não contará com três titulares: Luan, Andrezinho e Riascos. Em entrevista coletiva, realizada após a atividade desta sexta-feira (04), o treinador Jorginho confirmou Jomar, Eder Luis e Thalles como substitutos.
– Tanto o Luan, quanto o Andrezinho, não vão para o jogo. Os dois estão com um incômodo. Se a gente tivesse um jogo de extrema importância, os dois estariam aptos para jogar, mesmo com dor. Como não é o caso, entendemos que podemos segurá-los nesse momento. O Andrezinho tem o agravante de ter dois cartões amarelos. Se ele tomar o terrceiro, pode nos prejudicar lá na frente. O CAPRRES está atento e fazendo os tratamentos necessários para que eles estejam à disposição para o próximo jogo. A decisão de não utilizá-los foi tomada em conjunto com o CAPRRES – afirmou.


Jorginho acredita em boa exibição contra o Bonsucesso- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Devido as ausências, o treinador cruzmaltino poderá testar uma nova formação. Ao contrário do que aconteceu nos últimos jogos, o Gigante da Colina entrará em campo com três atacantes. A nova distribuição da equipe em campo também foi pauta do bate-papo de Jorginho com os jornalistas. O tetracampeão mundial acredita que o sistema ofensivo dará trabalho ao Bonsuça.

– Na zaga, permanece a mesma coisa, continuamos a linha de quatro. No meio-campo, porém, muda um pouquinho. Vamos no 4-2-3-1 e não no losango, como estávamos jogando. Iremos com uma linha de três na frente formada pelo Eder, o Jorge e o Nenê, com o Thalles mais à frente. É uma formação completamente diferente. Temos a possibilidade de espaçar a equipe adversária, pois teremos dois jogadores abertos e bastante amplitude em campo. Se for necessário mudar durante o jogo, não teremos problema. O Eder e o Jorge possuem capacidadepara fazer bem a segunda linha de quatro – declarou.


Jorginho relembrou os tempos de jogador nesta sexta- Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Líder do Grupo A, com 17 pontos, o Vasco saiu na frente dos concorrentes por ter mantido o time que se destacou no segundo turno do Campeonato Brasileiro. No início do ano, o clube renovou com o zagueiro Luan e o meio-campista Nenê. Nesta semana, mais algumas extensões de vínculo. O goleiro Martín Silva prorrogou contrato até 2019 e o lateral-esquerdo Julio César até 2017.

– É um reconhecimento ao trabalho excelente que os jogadores estão realizando. Isso mostra que o clube tem um planejamento para o futuro. São jogadores que me alegram muito pela idade. Normalmente, algumas equipes teriam dúvidas em mantê-los, mas o Vasco não teve. É uma valorização pelo que eles demonstraram ao longo da carreira e pelo futebol que estão desenvolvendo desde o ano passado. São dignos de uma renovação porque são atletas importantes e, sem dúvidas, continuarão sendo – concluiu Jorginho.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo