Jorginho elogia postura e comprometimento na vitória de estreia

sábado, 14/05/2016

Jorginho conversa com Zinho durante a partida contra o Sampaio Corrêa – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O Vasco começou o Campeonato Brasileiro da série B com o pé direito, neste sábado (14/05). O técnico Jorginho, feliz com a vitória por 4 a 0 na estréia da competição, jogando fora de casa, conversou com os jornalistas após o apito final. Um dos pontos destacados pelo treinador foi o comprometimento da equipe. Para o comandante, não faltou postura e concentração durante os 90 minutos.
– Mais do que uma vitória por 4 a 0, foi a postura da equipe, a organização tática. Tem que ser desta forma, não podemos relaxar e precisamos ficar concentrados. Independente do placar, temos que estar ligados, comprometidos com o objetivo do trabalho, do grupo. A aplicação tática precisa ser o tempo todo. Podemos observar que, a gente vencendo de 4 a 0, o Jorge Henrique voltava para marcar, o Yago Pikachu também, e nós faziamos rapidamente nossa linha de quatro, com o Nenê e o Riascos voltando. Isso é fundamental. Se mantivérmos esta pegada, com a qualidade que temos, uma equipe muito técnica, com certeza iremos trilhar um bom caminho – ressaltou o treinador.
Jorginho aproveitou a oportunidade para analisar o time adversário e falar sobre o duelo. O técnico cruzmaltino exaltou a força de seus comandados em não permitirem que o time da casa jogasse. O treinador também falou sobre o começo da partida e mostrou alguns pontos positivos da equipe maranhense
– A gente não deu possibilidades para eles. Principalmente nas jogadas de bola parada e de lado de campo. Eles têm o Edgar, que é um excelente jogador. Apesar de não ter feito uma grande partida, é um atleta perigoso. Então, procuramos bloquear. A formação que eles entraram surpreendeu um pouco a gente, pois achamos que viriam com um atacante de área desde o início. Tanto que, logo no começo, fizeram uma alteração. A vitória nos dá esperança de que estamos em um bom caminho – disse o comandante.