Martín Silva projeta segundo turno do Campeonato Brasileiro e elogia torcida vascaína do Espírito Santo

terça-feira, 16/08/2016

A manhã foi de treino no Complexo Esportivo de São Januário. Aproveitando toda a nova estrutura da casa vascaína, o elenco começou o treinamento no CAPRRES e, em seguida, foi ao campo anexo. O goleiro Martín Silva realizou trabalho no CAPRRES e conversou com o Site Oficial após a atividade. Mais uma vez convocado para a seleção uruguaia, o camisa 1 desfalcará o Gigante da Colina nos duelos contra Vila Nova e Bahia. Martín elogiou seus substitutos e comentou sobre o período sem jogos.
– Claro que esta parada serviu muito para descansar e trabalhar, mas estou com vontade de voltar logo aos jogos, batalhar pelos três pontos e atuar em um estádio com torcida. Creio que será um reencontro muito esperado. Em relação aos outros goleiros, vejo no dia a dia o trabalho que vem sendo feito com eles e já sei que têm muita qualidade. O Fábio Tepedino (preparador de goleiros) é muito bom. Então, fico tranquilo quando saio da equipe, pois sei que estamos bem servidos na posição – afirmou Martín Silva.

Martín Silva durante treinamento no campo anexo – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Jordi e Gabriel Félix, os dois reservas imediatos do goleiro uruguaio, são jovens revelados na Colina Histórica. Além deles, o elenco conta com diversos ateltas criados nas divisões de base do Almirante em todas as posições do campo. Para Martín, os mais experientes do grupo devem ser exemplos para os jovens que estão no começo da carreira.
– Importante mostrar o caminho e ser um exemplo para os mais novos. Os jogadores que têm mais nome dentro do elenco precisam ser os que mais trabalham e necessitam dar o exemplo para os mais jovens, porque assim, também podemos cobrar deles. Não adianta cobrar e não mostrar o caminho que deve seguir para que possam chegar aonde estão os mais velhos agora. Com qualidade de trabalho você alcança a titularidade no Vasco, que sabemos que não é fácil, mas são eles mesmo que precisam aproveitar cada oportunidade que têm para chamar a atenção do técnico. Aqui não se joga com o nome, mas sim com o trabalho e rendimento dentro de campo – afirmou o goleiro.
O retorno da equipe vascaína aos gramados ocorre no próximo sábado (20/08), às 16h30, contra o Sampaio Corrêa, último colocado do Campeonato Brasileiro da série B. No Estádio Kléber Andrade, no Espírito Santo, o time comandado pelo técnico Jorginho busca aumentar ainda mais a vantagem para o segundo colocado. Na liderança da competição, o Vasco terá mais uma vez a torcida capixaba como aliada. Nas partidas disputadas em casa, o Cruzmaltino encontrou equipes com postura extremamente defensiva. Na parte final do campeonato, Martín acredita que isto será diferente.
– Normal que ocorra esta situação de jogarem mais defensivos quando atuamos em casa. O time visitante sai contente se consegue um ponto. Mas, acho que agora neste início de returno e, ainda mais para o final do campeonato, todos estarão precisando dos três pontos para brigar para subir ou para não cair, então, acho que não veremos mais tantos jogos com retranca e times fechados. A necessidade de vencer de todas as equipes obrigarão elas a fazer uma partida mais aberta e isto para o Vasco é melhor. Com a qualidade dos jogadores que temos, conseguiremos aproveitar muito os espaços. Até por isto temos um desempenho fora de casa muito bom, porque os times saem para buscar um pouco mais com o apoio da torcida, e nós temos aproveitado bem estas circunstâncias – disse Martín, que ainda aproveitou para elogiar os torcedores vascaínos no Espírito Santo.
– Sabemos que no Espírito Santo a torcida do Vasco sempre nos acompanha. Todas as vezes tivemos uma festa muito bonita lá e estamos muito agradecidos e felizes de poder voltar a atuar neste estádio. Estaremos jogando em casa. Mas, como disse, o Sampaio Corrêa vai ter que sair para o jogo, pois precisam buscar pontos. Acho que não será um time tão fechado porque necessitam do resultado positivo – completou o camisa 1 de São Januário.