Nota Oficial

sexta-feira, 27/01/2023

O Vasco da Gama se vê obrigado a esclarecer algumas informações dadas pelo presidente do CR Flamengo, Rodolfo Landim, em entrevista à coluna Panorama Esportivo do jornal O Globo, e gostaria de trazer a público os fatos como eles são:

 

1) Não é verdade que o Flamengo ofereceu ao Vasco a oportunidade de participar da gestão do Maracanã neste processo licitatório em curso. O dirigente usa o desinteresse de outra gestão do Vasco, em 2019, em uma outorga precária pelo prazo de seis meses, para concluir que não queremos administrar o estádio. Landim não diz que, a partir do início de 2021, procuramos CR Flamengo e Fluminense FC com o objetivo de um acordo para a participação do Vasco na gestão do Maracanã, algo que não foi possível. É de conhecimento público que CR Flamengo e Fluminense FC têm um acordo mútuo de exclusividade para a gestão do estádio público.

2) Ao criarmos o Consórcio Maracanã para Todos, manifestamos publicamente não só a intenção de gerir o Maracanã como trouxemos para o projeto dois gigantes da indústria de administração de arenas, a Legends e a WTorre. A narrativa de que o Vasco “entrou para melar” é tão surreal que não merece comentário.

3) O Vasco está aguardando a nova publicação do Edital de Licitação do Maracanã, uma vez que o processo foi paralisado pelo TCE um dia antes do prazo de entrega das propostas, em outubro do ano passado. O que interessa ao Vasco é um processo justo e transparente que seja concluído no prazo mais curto possível.

4) A narrativa de que a presença das empresas parceiras do Vasco no consórcio de gestão do Maracanã deixará o futebol em segundo plano não corresponde à realidade. Nos unimos a estes parceiros para rentabilizar o estádio e oferecer ao público e a todos os clubes as condições um palco à altura do “maior do mundo”.

5) O Vasco é um clube de futebol com 125 anos de história, grande parte dela construída no gramado do Maracanã. Entendemos que o futebol deva ser prioridade no estádio. O Vasco reitera seu compromisso de abrir o Maracanã a todos os clubes e suas torcidas, em condições iguais. Infelizmente a recíproca não está sendo verdadeira. O CR Flamengo negou por duas vezes no ano passado o direito dos torcedores do Vasco verem seu time jogar no Maracanã, baseado em justificativas implausíveis produzidas por empresa contratada pelo próprio CR Flamengo. Fomos obrigados a recorrer ao judiciário e tivemos nosso pleito acatado por duas instâncias do Tribunal de Justiça do RJ.

6) Ao contrário do que faz parecer, a diretoria do CR Flamengo tem constantemente infringido cláusulas da Permissão Temporária de Uso do Maracanã. Nela, por exemplo, está consignado que todos os clubes devem utilizar o estádio sob as mesmas condições. No ano passado, o Fluminense FC, quando mandante, pagava R$ 90 mil reais de locação do estádio por jogo, valor previsto na proposta apresentada pelo CR Flamengo ao Estado. Já ao Vasco foi cobrado R$ 250 mil por partida da Série B, além de não ter sido repassada a usual participação do mandante na receita de bares e restaurantes do estádio, quebrando a igualdade de tratamento entre os clubes. Isso sem contar com a absurda censura à exibição de uma mensagem institucional do Vasco com os dizeres “Desde 1898 o legítimo Club do Povo – Respeito Igualdade Inclusão”.

7) Diferentemente do que foi declarado, na busca de um entendimento para participar da gestão do Maracanã, oferecemos a possibilidade do Fluminense FC mandar alguns de seus jogos em nosso estádio de São Januário para compor o calendário, o que pode ser facilmente constatado na Nota Oficial publicada em 3/7/2022 em nosso site e amplamente divulgado pela imprensa.

8) O Vasco da Gama reitera sua solicitação de que o certame definitivo aconteça o mais rápido possível, com regras claras e transparentes e tenha como único norte o melhor para o Estado do Rio de Janeiro, todos os seus clubes e torcedores, sem influências de qualquer espécie. Não temos dúvidas de que o Consórcio Maracanã para Todos é o mais bem preparado para administrar o estádio e que, se o resultado for técnico, será o vencedor do pleito.

9) Queremos, mais uma vez, tranquilizar a imensa torcida vascaína e reafirmar que o Vasco da Gama e a 777 Partners utilizarão todos os mecanismos ao nosso alcance para que nossos interesses sejam preservados.

 

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo