Nota Oficial

quinta-feira, 22/06/2023

A 777 Partners e o Vasco repudiam de forma veemente os atos criminosos cometidos contra o CEO Luiz Mello, a quem prestamos nosso irrestrito apoio e solidariedade.

É inaceitável que estes covardes que fingem ser torcedores se escondam atrás da paixão pelo Vasco e do anonimato para incitarem a violência. É hora de colocar de uma vez por todas um fim a qualquer dúvida sobre a lealdade de Luiz Mello ao Vasco e ao nosso projeto.

O futebol é a grande paixão do brasileiro, um esporte criado para promover alegria e interação entre os povos, um importante e histórico vetor social na luta contra todos os tipos de preconceito. O caso envolvendo nosso CEO, infelizmente, não é isolado. Anteontem, jogadores do Corinthians não puderam descer do ônibus para se concentrar em um hotel porque “torcedores” ameaçaram agredi-los. Ontem, a partida entre Santos x Corinthians não terminou porque outros “torcedores” apontaram rojões e sinalizadores na direção dos atletas. Será que só vamos de fato enfrentar este problema quando estivermos enterrando um atleta, treinador ou diretor?

Como já relatou outras vezes, o Vasco da Gama respeita o direito do seu torcedor de protestar e demonstrar insatisfação, mas condena (e seguirá condenando) todas as manifestações com teor agressivo e que coloquem em risco a vida de seus representantes, sejam eles dirigentes, membros da comissão técnica ou jogadores.

O Departamento Jurídico já acionou as autoridades cobrando apuração dos fatos e a identificação dos responsáveis de mais um ato de violência.

Temos convicção de que este criminoso episódio não representa os valores defendidos pelos verdadeiros vascaínos, que esgotaram os ingressos da partida contra o Goiás, em mais uma prova de amor ao clube.

Por fim, por respeito a esses mesmos torcedores e buscando dar mais tranquilidade aos mesmos, o Vasco informa que solicitou aumento do efetivo policial e ampliou o número de seguranças contratados para a partida. Contamos com o apoio de todos os cruzmaltinos em São Januário para JUNTOS darmos início em nossa virada no Campeonato Brasileiro.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo