Paulinho foi submetido a cirurgia na manhã deste sábado

sábado, 07/04/2018

Vice-presidente médico Celso Monteiro revela que tempo de recuperação do atacante será de quatro meses

Um dos principais destaques do Vasco da Gama na temporada de 2018, o atacante Paulinho foi submetido a uma intervenção cirúrgica na manhã deste sábado (07/04), no Rio de Janeiro, em virtude da lesão sofrida no cotovelo esquerdo durante a partida contra o Cruzeiro, disputada na última quarta (04) e válida pela Conmebol Libertadores.


Paulinho é um dos principais destaques em 2018- Foto arquivo: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Para explicar o procedimento, realizado num hospital localizado na Barra da Tijuca, o vice-presidente médico Celso Monteiro concedeu entrevista coletiva em São Januário. Na oportunidade, o dirigente revelou que a jovem promessa cruzmaltina só retornará aos gramados daqui a quatro meses.

– A cirurgia do Paulinho acabou faz poucos instantes. Foi operado pelos doutores Márcio Schiefer e Rickson Moraes, que foram acompanhados pelos médicos Marcos Teixeira e Rodrigo Mendonça, que são aqui do clube. A cirurgia transcorreu dentro do previsto. Foi colocada um placa para segurar e não causar instabilidade na articulação dele. Não vamos dar detalhes técnicos da cirurgia, até porque não estava presente, mas informamos que o prazo de retorno aos gramados é de aproximadamente quatro meses. O tempo se era esse para não ocasionar nenhum outro tipo de problema mais para a frente – afirmou o vice-presidente médico vascaíno, dando mais detalhes em seguida.

– O Paulinho é atacante, usa as pernas, mas como o cotovelo é uma articulação que você em queda usa muito, assim como o punho, então o risco dele ter um choque durante um treino ou atividade física existe. Se isso acontecer, ele pode ter algum problema no local. Por isso, entendemos que esse é o tempo correto de recuperação. Para dar estabilidade para a instabilidade articular que ele possui. Isso não impede dele treinar, só não poderá participar de jogos ou de atividades com contato. Por isso o tempo estipulado é de quatro meses – concluiu.