Pedro Raul e Lucas Piton vibram com seus primeiros gols

sexta-feira, 03/02/2023

Por: João Pedro Isidro, São Januário

Após o Vasco da Gama vencer o Resende por 5 a 0, na noite da última quinta-feira (2), em São Januário, o atacante Pedro Raul, que marcou dois gols na partida, e o lateral Lucas Piton, que também deixou sua marca no placar, participaram da zona mista e conversaram com jornalistas.

Lucas Piton falou sobre a emoção de marcar o primeiro gol com a camisa cruzmaltina e, ainda por cima, em casa.

– Uma sensação de muita felicidade. Primeiro gol em São Januário, com essa torcida maravilhosa. Só agradecer a Deus, a minha família e a esse torcida que nos ajudou os 90 minutos – disse o lateral.

Com a bela atuação do atleta, a torcida reconheceu o desempenho e gritou o nome do jogador no momento em que foi substituído por Paulo Victor.

– Ter o nome gritado pela torcida é uma emoção muito grande. Fizemos um grande jogo, a torcida nos ajudou bastante. Agradecer a eles, seguimos o trabalho, fazendo o que o professor Mauricio está falando pra gente, mostrando pra gente os caminhos, que vai dar tudo certo esse ano – afirmou o camisa 36, que finalizou falando sobre o planejamento para a temporada, focando na evolução da equipe:

– Eu creio que a gente está trabalhando bastante para que seja esse o Vasco deste ano. O Mauricio está dando os caminhos pra gente e a gente está seguindo firme. Teve o lance anterior que eu finalizei e acertei o travessão, mas no lance seguinte consegui fazer o gol, foi um momento de muita felicidade – finalizou.

Foto: Daniel Ramalho/Vasco

Com enorme expectativa em cima do atacante Pedro Raul, o novo camisa 9 marcou seus primeiros gols com a camisa do Vasco e falou sobre a sensação.

– Foi uma noite especial para todos nós. Tivemos um percalço no caminho na segunda-feira, muito difícil principalmente pra mim, mas poder ter feito meus primeiros gols aqui em casa foi especial, foi incrível. Estava guardado, era pra ser aqui, Deus sabe de todas as coisas e estou muito feliz, é uma noite que vou guardar pra sempre – disse.

O atacante ainda afirmou que a pressão é normal e espera ajudar o clube com muitos gols na temporada.

– Eu tento não ter esse peso nas costas, é normal se tratando de um Gigante como o Vasco, o centroavante, camisa 9 é cobrado por gols. Então é uma sensação incrível, fiquei muito feliz pelos dois gols, queria ter feito o terceiro. Foram os primeiros de muitos – comentou Pedro Raul, que finalizou revelando que não trabalha com meta de número de gols na temporada.

– Não trabalho com metas de gols, minha meta é melhorar o Pedro dia após dia, jogos após jogo, que eu tenho certeza que vou ajudar o Vasco – finalizou.

 

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo