Prass, Juninho e Carlos Alberto comentam vitória sobre o Grêmio

domingo, 20/05/2012

O Vasco estreou com vitória no Brasileirão ao bater o Grêmio por 2 a 1, em São Januário, neste domingo (20) graças à defesa de Fernand Prass no pênalti cobrado por Marcelo Moreno. Para a Muralha da Colina, fazer a defesa foi a forma como pode ajudar a equipe a triunfar.

– Pênalti não é só competência. Tem que treinar e ter um pouco de sorte. Essa defesa foi a minha parcela de contribuição na vitória do Vasco. O goleiro não vai para frente, não faz gol. Num jogo complicado como o de hoje, consegui ajudar o Vasco a vencer – afirmou o goleiro.

O Gigante da Colina atuou com o time misto, mas na segunda etapa Cristóvão Borges colocou Juninho e Alecsandro em campo e o gol da vitória saiu exatamente em uma jogada da dupla. O camisa 8 disse que por terem jogado mais vezes no ano, ele e Alecsandro conseguiram se adaptar com facilidade à partida.

– A gente vem jogando desde o início da temporada. Alguns jogadores estão jogando pouco, é natural que sintam o ritmo, como o caso do garoto Dieyson, mesmo o Barbio que jogou muito no início, mas já está há um tempo sem jogar. A gente já vinha no ritmo, por isso eu acho que a gente encaixou um pouco mais rápido. Fica a vitória, ficam os três pontos, é sempre bom ganhar em casa – analisou o Reizinho.

Carlos Alberto participou pela primeira vez como titular do Cruz-Maltino após o seu retorno ao clube. O jogador fez uma boa partida, chamando a responsabilidade em armar o time. No final do jogo, contudo, o meia sentiu câimbras e precisou da ajuda dos companheiros, demonstrando a união do grupo dentro e fora de campo.

– Avisei para o Alecsandro, para o Bastos e para o Eduardo Costa (que estava com câimbra). Eles falaram: fica na frente que a gente faz essa por você aqui. É importante a rapaziada botar essa amizade dentro de campo. Desde o primeiro dia que eu retornei, fui apoiado de uma forma incondicional – finalizou Carlos Alberto.