Puma Rodríguez é apresentado e recebe a camisa 2 do Vasco

terça-feira, 17/01/2023

O Vasco da Gama apresentou mais um reforço para temporada 2023. O uruguaio Puma Rodríguez recebeu a camisa 2 das mãos do Diretor Executivo Paulo Bracks, na noite desta segunda-feira (17), em Orlando, e falou sobre o desafio em defender o Gigante da Colina.

Foto: Daniel Ramalho/Vasco

–  Estou muito feliz. Obviamente queria estar aqui e tenho recebido muitas mensagens nas redes sociais, o que me deixa muito contente e me ajudou a vir para cá. É um lindo desafio, porque é um campeonato muito competitivo, tem partidas muito complicadas, e acho que é um bom desafio para qualquer jogador que vem jogar aqui no Brasil. Importante para seguir crescendo e melhorar. É um desafio importante – disse.

Puma Rodríguez também revelou foi muito bem recebido pelo grupo, que está bem ambientado ao novo clube e que tem se esforçado para aprender a falar português:
– Eu entendo bastante o idioma, só falar que ainda não, mas vou estudar para aprendê-lo o mais rápido possível. O grupo possui muitos jogadores que falam espanhol, então isso tem facilitado muito na minha adaptação. Fui muito bem recebido aqui no Vasco.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS:
SÃO JANUÁRIO
A verdade é que estou bastante ansioso para estrear em São Januário e ver todos os torcedores cantando como fazem. Isso motiva muito os jogadores. Estou muito contente”

PROJETO
O projeto do Vasco é muito bom. Chegaram muitas contratações boas. Esperamos esse ano disputar lá em cima, onde merece o Vasco, onde merece sua torcida. É um orgulho estar numa equipe gigante como o Vasco”

BARBIERI
Gosto muito da ideia de jogo do Barbieri, me identifico muito com o modelo. Temos que seguir trabalhando, porque há muitos jogadores novos na equipe e, obviamente, temos coisas para corrigir. É um estilo muito parecido com o que eu vinha trabalhando no Nacional, estou me adaptando da melhor forma, mas tenho o que melhorar.

PONTOS FORTES
Creio que sim (a força física é um ponto forte). No futebol de hoje em dia isso é muito importante. É parte do trabalho, quero seguir crescendo, tem muitas coisas para eu aprender e melhorar. Acredito que temos equipe para isso. Minha característica é ofensiva, a parte física também. Mas acredito que consigo dar segurança na parte defensiva.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo