Ramón Díaz demonstra confiança no grupo para rodadas finais do Brasileirão

quarta-feira, 29/11/2023

O técnico Ramón Díaz concedeu entrevista coletiva após o revés diante do Corinthians, na noite de terça-feira (28), em São Januário, e respondeu às perguntas da imprensa. Além de avaliar a partida, falar sobre a ausências de alguns jogadores e outros assuntos, o treinador ressaltou a confiança no grupo e enfatizou que o elenco dará a vida nos dois jogos que faltam, diante de Grêmio, em Porto Alegre, e Red Bull Bragantino, em São Januário, para somar os seis pontos em disputa.

Confira abaixo alguns trechos da entrevista:

CONFRONTO CONTRA O CORINTHIANS
“Creio que tivemos um bom arranque e tivemos a possibilidade de arrematar e creio que também estávamos todos empolgados em ter um resultado positivo que nos permitia sair um pouco dessa situação. Mas eu me sinto orgulhoso da equipe. Por quê? Há dois motivos para isso. O principal é que desde que chegamos, sabíamos que era muito difícil o que iríamos tentar e realmente os jogadores estão fazendo um esforço enorme de lutar por algo que era quase impossível. Mas, todavia, hoje falhamos. Entendo também a situação, que às vezes se faz difícil. Às vezes você vai ganhando, ganha duas vezes seguidas e por aí, por alguma desatenção, que não queríamos, mas que se passa no futebol, te convertem dois gols. Não gols de situações ou jogadas preparadas, que te pode superar. Foram gols de bolas paradas, temos que tentar corrigir. Temos seis pontos que temos que disputar. Todos vão dizer que é difícil, mas o futebol se tem que jogar e faremos nossos esforços. Entendo a torcida, mas a equipe vai seguir lutando até o final. É o que todos nós nos propomos a fazer, chegar até o final. Enquanto a esperança entender que podemos nos salvar, porque vai depender de nós, vamos tentar.”

CONFIANÇA NO GRUPO
“O futebol muda rápido. Eu disse aos jogadores que estou orgulhoso do que estão fazendo e que temos que ter dignidade e lutar até o final. Temos que lutar até o final e estou convencido de que o Vasco não vai cair. O futebol tem essa coisa, mas se eu não tiver esse otimismo, se eu não tiver essa transmissão de positividade, acabou. São seis pontos em disputa e os outros times ainda têm que jogar. Temos que esperar, agora a equipe vai se recuperar, afinal tivemos três partidas seguidas a cada três dias. E em cima, tivemos jogadores suspensos e essas ausências de jogadores importantes foram sentidas. Vamos competir até o último. Que a torcida fique tranquila de que vamos dar a vida para poder nos salvar, estamos tentando isso desde o início, não é só de agora.”

ESFORÇO DO GRUPO
“O grupo está fazendo um esforço enorme. Hoje está doído por essa derrota, que todos queríamos ganhar e dar satisfação para a torcida. Mas temos que esperar os resultados restantes da rodada e nos recompor de todas as situações para poder lutar por esses seis pontos que queremos.”

RECADO AO TORCEDOR
“O que eu tenho para dizer para a torcida é que a equipe está fazendo um esforço enorme desde que chegamos e que estão dando a vida para poder sair dessa situação, de tratar de salvar-se. Os jogadores estão dando o máximo e estão doídos pela situação, por não terem conseguido o resultado positivo para que te permita seguir e sair diretamente da situação. Mas temos que estar todos juntos até o final, desde que se começou dissemos que tínhamos que seguir juntos. Vamos lutar, temos que jogar contra grandes equipes, mas o calendário dos outros também tem jogos complicados. Temos que jogar os seis pontos que restam e vamos dar a vida para poder sair, que não reste nenhuma dúvida aos torcedores sobre isso, de que vamos dar a vida até o final.”

A entrevista completa está disponível na VascoTV. Assista:

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo