Ramon Menezes exalta entrega do time em mais uma vitória do Vasco no Brasileirão

domingo, 16/08/2020

O Vasco de Ramon Menezes segue sem saber o que é derrota ou empate. No quarto jogo oficial sob o comando do treinador, o Cruzmaltino derrotou o São Paulo por 2 a 0, em São Januário, e chegou a segunda vitória em dois jogos no Campeonato Brasileiro. Após a partida, o comandante conversou com jornalistas por vídeo, seguindo os protocolos exigidos pela CBF, e analisou o desempenho da equipe.

Ramon observa o time durante a vitória vascaína em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

– Acho que a torcida está muito feliz, como todos nós. Sabíamos da dificuldade que seria essa partida. Dediquei essa vitória aos jogadores novamente, ao entendimento de tudo que vem sendo passado, ao espírito, atitude, são marcas registradas desse grupo. Foi mais uma final de campeonato pra gente – elogiou o técnico, para logo depois analisar as opções do elenco e variações de jogo:

– Ter opções é muito bom para o treinador. Mais importante que isso é o entendimento. O jogador estar pronto e saber tudo que se passa. Optamos por uma formação com a ausência do Yago Pikachu, colocamos o Cayo Tenório. Mas são características diferentes. Optei por deixar o Benítez pelo lado direito, para abrir espaço na força do Cayo, que foi muito bem no jogo. Temos que ter calma e paciência com todos esses garotos. Eles vão crescer e nos ajudar ao longo do tempo. Jogar contra o São Paulo, um time que tem como característica ficar com a bola, esperávamos ter dificuldades, como foi na primeira etapa, mas optamos, numa situação tática, falo muito do Pec porque ele vem nos ajudando demais. A entrega dele é fantástica. É um jogador que ajuda muito. Coloquei o Bruno Gomes no segundo tempo para jogar com esse tripé no meio, ao lado do Andrey e do Fellipe Bastos, dando uma certa liberdade pro Andrey. É o trabalho. Depois teve a entrada do Neto, que foi bem no jogo aéreo, na parte defensiva. O Miranda ajudou muito.

Na comissão técnica do Vasco desde janeiro de 2019, quando foi contratado para ser auxiliar técnico permanente, Ramon Menezes falou sobre o conhecimento que tem do grupo. Saber das características de cada jogador facilitou bastante o trabalho após ele ser convidado para assumir o comando, ainda no início da parada por conta da pandemia:

– Já estou no Vasco há um bom tempo, então isso joga a meu favor. Conheço bem as características de cada jogador. Quando surgiu a oportunidade de ser o treinador, no meio da pandemia, conversei com cada um. Lógico que fico muito feliz com o desempenho, mas depende muito do atleta e eles estão entendendo muito bem. Hoje nós buscamos o equilíbrio, como no jogo contra o Sport. Tivemos um adversário muito bem treinado, com grandes jogadores e mostramos que temos nossa força, nossa grandeza e os jogadores estão de parabéns.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA COLETIVA

GERMÁN CANO
É fundamental, ele tem uma característica espetacular de movimentar em espaço curto. Ele coloca a bola para dentro. Dificilmente, ele passa um jogo em branco. A ideia é ter o jogo voltado para ele para que possa exercer o que sabe. Mas não é sempre possível. A nossa fase defensiva comea lá na frente com ele, ele orienta os mais jovens. Mesmo com poucas oportunidades criadas, ele sempre esteve bem posicionado para fazer o gol. Ele vai fazer um grande campeonato e nos ajudar muito ainda.
ERROS NA SAÍDA DE BOLA
Isso tudo passa pelo equilíbrio. Tivemos dificuldade ali, o São Paulo pressionou. Fizemos o que treinamos, de tentar a saída. Quando isso não deu, tiramos o time lá de trás. É a busca pelo equilíbrio. Ainda no primeiro tempo, equilibramos as ações. Tivemos a chance com o Talles. Eu gostei pois tiramos lições, vou ver o jogo em casa e vou aprender. Volto a falar: a entrega dos atletas.
VIRTUDES DO GRUPO
A conversa franca no olho no olho foi uma virtude do grupo. Eles me conheciam de ser auxiliar. Fico feliz. Todos são importantes, você vê a melhora fisica, tática e técnica de todos. Isso é interessante na formação de um grupo. É um começo, mas um começo bom. Todos entendem o posicionamento, a função, o que se faz com e sem a bola.

RECADO AO TORCEDOR
É o nosso 12º jogador aqui ou em casa. O pensamento positivo é importantíssimo. Mesmo em casa, ele nos traz isso.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo