Rodrigo vê Sub-20 confiante e já mira confronto com o Fortaleza

segunda-feira, 20/09/2021

Goleada, boa atuação e retorno para a zona de classificação do Campeonato Brasileiro Sub-20. O 4 a 0 diante do Ceará fez com que os Meninos da Colina tivessem um domingo (19/9) especial. Para o volante Rodrigo, autor do terceiro gol na partida, o triunfo foi muito importante para o grupo retomar a confiança após três jogos sem vencer e fez questão de homenagear um primo que faleceu há nove meses.

Foto: Vitor Brugger/Vasco

– A vitória é importante para retomarmos a confiança. Vínhamos de três jogos sem vitória e com um placar elástico diante do Ceará a gente ganha essa confiança, junta ainda mais o grupo e tem tranquilidade para trabalharmos até o jogo contra o Fortaleza. É sempre importante estar marcando. É um selo de que o trabalho está muito bom, mas a emoção após o gol foi mais por conta de um primo que perdi. Ele nasceu comigo, foi criado lá em casa e completou nove meses do seu falecimento. Então me veio ele na memória, fiquei muito feliz e não consigo descrever a emoção de ter feito esse gol – disse o camisa 5.

O próximo compromisso do Gigante será longe de casa, diante do Fortaleza, no CT Ribamar Bezerra. O grupo se reapresenta nesta terça (21/9), quando inicia a preparação para o confronto, que pode encaminhar a classificação às quartas de final do Campeonato Brasileiro Sub-20.

– Sabemos que vai ser um jogo muito difícil. Ainda não estudamos o time deles, mas vamos aproveitar a semana para isso. A comissão vai nos passar todas as informações para que a gente possa neutralizar os pontos fortes deles e aproveitar os pontos fracos para sair com os três pontos e se aproximar da classificação na competição – finalizou Rodrigo.

Com 25 pontos conquistados, o Vasco é um sétimo colocado na tabela restando três jogos para o fim da fase classificatória. Os adversários do Gigante serão Fortaleza, Palmeiras e Santos, respectivamente. O modelo da competição é igual ao antigo Campeonato Brasileiro de profissionais. Todos se enfrentam no turno e os oito melhores se classificam para as fases de mata-mata.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo