São Januário recebe grafite em homenagem a Barbosa

quinta-feira, 05/08/2021

Por: João Pedro Isidro, São Januário

O Club de Regatas Vasco da Gama e o projeto NegroMuro prestaram mais uma homenagem ao ex-goleiro Moacyr Barbosa. Um grafite foi feito na parede lateral de uma das arquibancadas do Parque Aquático com imagens do ídolo que completaria 100 anos no último dia 27 de março.

Além dessa homenagem, o Vasco já havia feito outras. Em março, mês do centenário do ex-goleiro, o Gigante da Colina expôs um mosaico nas sociais de São Januário escrito ‘Barbosa 100’, além de um patch em homenagem ao seu aniversário na camisa dos jogadores e o lançamento de camisas exclusivas com parte da verba revertida aos familiares do ex-atleta cruzmaltino. Nesta semana, a torcida vascaína escolheu dar ao Centro de Treinamentos do Clube, o nome do ídolo vascaíno.

Grafite dá novas cores para São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

A ideia de homenagear o ex-goleiro veio do projeto NegroMuro, que tem como objetivo erguer monumentos da memória negra em forma de pinturas em muros públicos, para contribuir com a construção de uma memória social que enalteça lutas, conquistas e referências de pretas e pretos na cultura brasileira.

A campanha só foi possível graças a um financiamento coletivo e o apoio da torcida do Vasco, que ultrapassou a meta esperada. Um dos participantes do projeto, Rhuan Gonçalves conta como foi o passo inicial para a pintura em São Januário:

– O Barbosa sempre foi um personagem que esteve em nosso radar, mas com o advento do seu centenário a homenagem se tornou ainda mais necessária, portanto, fomos buscar autorização do Clube e de sua filha Tereza Borba para pintar o grande goleiro Moacyr Barbosa. Em seguida o NegroMuro organizou um financiamento coletivo através do Benfeitoria, onde centenas de torcedores – não só vascaínos – contribuíram para que concretizássemos a ideia deste vigésimo muro do projeto idealizado por Cazé e Pedro Rajão, que existe há quatro anos.

Pedro Rajão, Cazé e Rhuan Gonçalves, idealizadores do muro para Barbosa (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O dinheiro excedente da meta foi utilizado para distribuir, na comunidade da Barreira do Vasco, cestas básicas e orgânicos do Assentamento Terra Prometida, que fica localizado em Xerém. O torcedor vascaíno que quiser ver a arte de perto tem esta oportunidade através do Tour na Colina. Agende sua visita pelo WhatsApp (21) 92020-9363.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo