Serginho fala da importância de jogar em casa com o apoio da torcida

terça-feira, 03/02/2015


Serginho falou sobre a preparação para o jogo contra o Madureira – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Apresentado no Vasco da Gama no dia 25 de janeiro, o volante Serginho fez sua estreia com a camisa cruzmaltina sete dias depois, na partida contra a Cabofriense, pelo Campeonato Carioca. O atleta falou em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (03/02) sobre seus primeiros dias no clube de São Januário.

– Quando o jogador é bem recebido, como eu fui, o trabalho acontece. Graças a Deus aconteceu bem durante essa semana, tivemos nossa estréia no Campeonato Carioca. Conseguimos fazer nosso papel, que era o esperado. Estou muito feliz, sou muito grato a todos que me receberam de braços abertos – disse Serginho.

O jogador comentou ainda a preparação da equipe para o próximo jogo pelo Estadual, diante do Madureira, este é o segundo compromisso vascaíno na competição. O volante falou sobre a postura de times menores em partidas contra o Vasco.

– Hoje fizemos um treinamento pensando no Madureira. A gente sabe que qualquer equipe que venha jogar contra o Vasco, pela grandeza que tem o clube, vai marcar atrás da linha da bola, vai esperar a gente tomar a iniciativa, e nós temos que tomar. Sendo um time grande, como é o Vasco da Gama, sabemos que os times vão esperar um erro nosso pra jogar no contra ataque. Mas o professor está montando um esquema pra gente entrar em campo e fazer o nosso melhor – destacou.

O jogo contra o tricolor suburbano marca a estreia vascaína em São Januário, na temporada de 2015. O atleta não escondeu a ansiedade em seu primeiro encontro com a torcida, no Caldeirão.

– Acabou um pouco o nervosismo da primeira partida, mas a gente sabe que jogar dentro de casa, com o apoio da nossa torcida, e se tratando de uma camisa e de torcedores como os do Vasco, vamos sentir esse friozinho na barriga. Mas no primeiro lance, quando pega na bola, acaba passando. Eu vim jogar várias vezes contra o Vasco, e a gente já sabia que seria um jogo difícil. A gente tem que fazer isso na nossa casa, os adversários tem que nos respeitar aqui, sabendo da dificuldade que vai ser vencer o Vasco em São Januário – finalizou.