Em 02/07/2015 às 07h12


De volta ao Brasil, Fabiana Beltrame é recebida por vascaínos no aeroporto

Atleta volta ao país após a conquista da medalha de prata na Segunda Etapa da Copa do Mundo

Por: Fernanda Maia

image
Fabiana Beltrame com o vice-presidente de Desportos Náuticos Antônio Lopes Lourenço e a filha Alice - Foto: Fernanda Maia/Vasco.com.br

Assim como aconteceu quando voltou da Eslovênia em maio passado com a medalha de ouro da Primeira Etapa da Copa do Mundo, Fabiana Beltrame foi calorosamente recebida no aeroporto na manhã desta quinta-feira (02/07) por integrantes da equipe, comissão técnica e direção do remo cruzmaltino. A remadora volta ao Brasil após uma etapa de treinamentos em Varese, na Itália, onde conquistou a medalha de prata na Segunda Etapa da competição.

Acompanhada de seu marido Gibran Vieira e da filha Alice, Fabiana se mostrou surpresa com a recepção e feliz pelo carinho demonstrado pelos vascaínos mais uma vez. Ao chegar ao saguão de desembarque, a atleta cruzmaltina passou por um corredor formado por remos e em seguida todos entoaram o tradicional grito de Casaca.

- Fiquei muito feliz, não esperava por isso. A competição foi há um tempo, eu continuei lá só treinando, então fiquei surpresa. Fiquei bem feliz de novo – comentou.

image
Vascaínos entoaram o grito de Casaca! - Foto: Fernanda Maia/Vasco.com.br

A atleta falou sobre os dias em que ficou se preparando para o próximo desafio de sua carreira, o Pan-Americano. Esta será a quarta vez que Fabiana participa dos Jogos. Na última edição, Guadalajara 2011, a vascaína ficou com a medalha de prata.

- Foi uma temporada muito boa. Treinei com a melhor remadora do mundo na atualidade, que é uma australiana. Foram treinamentos muito proveitosos. Acho que consegui melhorar tecnicamente e fisicamente. Estou me sentindo muito preparada para o próximo objetivo, que é o Pan – declarou.

Fabiana Beltrame embarca para Toronto (Canadá) no próximo sábado (04/07), onde inicia a busca pelo ouro no dia 11/07. Confiante quanto a sua participação, a remadora comentou sobre

- As principais adversárias são a americana e a canadense e ainda tem Cuba que vem sempre forte. Não vai ser fácil, tem que lutar em cada remada – falou.

image
Atletas formaram um corredor de remos para a passagem de Fabiana -
Foto: Fernanda Maia/Vasco.com.br

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: