Em 26/12/2018 às 10h46


Alberto Bial fala sobre mudanças para 2019 e espera por melhora da equipe no NBB

Por: Assessoria de Imprensa

São Januário, Rio de Janeiro

Formado do zero e com os últimos reforços - Caio Torres e Deonta Stocks - chegando já no fim do primeiro turno, o Vasco acabou não conseguindo a classificação para o Super 8. Apesar de não ter atingido o objetivo inicial, o técnico Alberto Bial acredita que este período de descanso para as festas de fim de ano farão com que o time tenha sucesso no retorno aos trabalhos, em janeiro.

Para isso, ele está estudando algumas mudanças de conceitos de jogo e também de posicionamento dos atletas em quadra, principalmente porque, com as recentes chegadas do armador americano Stocks e do pivô Caio Torres, ex-Seleção Brasileira, acredita que contará com um elenco mais capaz de avançar aos playoffs.

image
Bial espera por uma subida de rendimento do Vasco em 2019 (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)

- O Vasco tem um grupo muito forte. Contamos com dois armadores de qualidade, o Vithinho e o Stocks. São dois bons jogadores na posição de ala-armador, o Nick Okorie e o Duda Machado. E é assim também nas posições de ala e ala-pivô. Temos um pivozão dominante, que é o Caio Torres. Vamos jogar mais forte na defesa e conseguir pontuar mais, para termos um ano de 2019 de recuperação. Agora, vamos traçar mudanças, e não metas, para ver se esta consciência nova nos possibilita avançar aos playoffs. Serão mudanças individuais, para desenvolver o coletivo. Teremos algumas mudanças de posicionamentos e vamos procurar especializar mais e mais os nossos jogadores, sem fazer novas improvisações - afirmou Bial, planejando o segundo turno:

- A partir do returno (do NBB), esperamos obter novos e bons resultados, para atropelar neste segundo turno e garantir nossa vaga nos playoffs.

Com quase 50 anos dedicados ao basquete, Alberto Bial sabe que o trabalho não deu o resultado que ele esperava neste primeiro turno. Mesmo assim, o comandante vascaíno sabe que só há uma maneira de mudar isso: trabalhando. Para isso, já mira o confronto contra o Bauru, dia 9 de janeiro, em São Januário: 

- Um turno  muito ruim. Ruim dentro do meu planejamento, porque muitas coisas não ocorreram do jeito que eu gostaria. Houve muitas mudanças de jogadores e improvisações. Não deu certo o nosso projeto de nos classificarmos para o Super 8. E nossa atual posição na tabela, a 12a (com 16 pontos, 4 vitórias e 8 derrotas), não é aquela em que gostaríamos de estar. Agora, vamos aproveitar este recesso e retornar aos treinos no dia 2 de janeiro, às 10h. Faremos dois dias de treinamento em  tempo integral, depois voltaremos aos treinos apenas no período da tarde, para ficarmos prontos para o jogo do dia 9, contra o Bauru.

Comente essa notícia

Videos

#JamaisTerásACruz

desenvolvido por: