Em 07/09/2019 às 11h54


Vasco é superado pelo Bahia em São Januário

Por: Assessoria de Imprensa

São Januário, Rio de Janeiro

O Vasco entrou em campo na manhã deste sábado (7/9) para encarar o Bahia, em São Januário, e acabou superado por 2 a 0. O próximo compromisso do Gigante da Colina na competição será diante da Chapecoense, no próximo sábado (14/9), às 19h, na Arena Condá, pela última rodada do primeiro turno.

image
Rossi encara a marcação do Bahia (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O JOGO

Jogando em casa e empurrado pela torcida, o Vasco tomou a iniciativa do jogo desde o primeiro minuto. Aos 4, Rossi cruzou da direita, a zaga afastou e Raul pegou a sobra na entrada da área, mas chutou fraco. Um minuto depois, o mesmo Raul recebeu de Marrony, cortou e bateu para defesa do goleiro. Aos 10, após bela troca de passes no ataque, Rossi cruzou da direita e Pikachu apareceu livre na área, mas cabeceou pra fora.

O calor fez com que o ritmo do jogo diminuísse um pouco. Aos 25, o Vasco chegou em rápido contra-ataque pela esquerda. Pikachu acionou Henrique na área, mas o marcador chegou antes e fez o corte em direção ao gol, defendido pelo goleiro. Aos 30, Clayton foi lançado em velocidade na entrada da área, o goleiro adversário tirou de cabeça e a bola sobrou para Rossi, que tentou por cobertura e mandou pra fora. Nos minutos finais, o Vasco teve duas chances com Fellipe Bastos de falta, mas o camisa 6 mandou as duas por cima, levando perigo.

image
Clayton fez sua estreia com a camisa do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco voltou buscando o gol, logo aos 4, Marrony foi lançado, driblou o zagueiro e invadiu a área, mas foi travado na hora do chute. Aos 6, Henrique cruzou da esquerda, a zaga adversária não afastou e Rossi tentou uma bicicleta, que mandou por cima. Aos 10, o adversário abriu o placar: 1 a 0.  Três minutos depois, Ribamar recebeu por cima, abriu espaço e tentou o chute, mas foi travado. No rebote, Pikachu mandou pra fora. Aos 15, o adversário ampliou: 2 a 0.

Aos 31, Danilo bateu falta de longe e mandou muito perto do gol. Aos 38, Ribamar recebeu cruzamento da direita e cabeceou firme, no meio do gol, mas o goleiro fez a defesa. Aos 40, em jogada parecida, Ribamar novamente se antecipou ao zagueiro e tentou de cabeça, mandando pra fora.









Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: