Em 14/08/2014 às 15h44


Cristovão comenta rotina diária do técnico Ricardo Gomes

A conversa de Ricardo Gomes, pelo viva voz do celular do técnico Cristovão Borges, durante a preleção da partida de domingo contra o Atlético-MG, ainda mexe com o elenco vascaíno e com o velho amigo que o substitui no comando cruzmaltino. Cristovão comentou sobre a ideia que teve e revelou algumas palavras ditas por Ricardo.

- Ele tinha me ligado na hora do almoço, mas alguns jogadores já tinham subido para os quartos. Então eu tive a ideia de ligar para o Ricardo na hora da preleção. Ele falou cerca de cinco minutos e disse que está muito contente com a campanha que estamos fazendo, que está orgulhoso e desejou boa sorte. Também falou que está torcendo muito para conquistarmos o título e que ele quer muito ser campeão – disse Cristovão com exclusividade ao site oficial.

As conversas entre Ricardo, Cristovão e o elenco vascaíno não se restringem apenas ao telefone. Tanto o técnico, como os jogadores o visitam regularmente na sua casa.

- Eu vou todos os dias, menos no domingo que é dia de jogo e o único dia dele de descanso. O grupo também faz visitas e o Ricardo adora. Nosso comandante fica muito feliz com a nossa presença – comentou o braço direito de Ricardo Gomes.

Cristovão Borges também revelou a rotina diária de tratamento do técnico Ricardo Gomes.

- Ele está contente e muito motivado com os resultados dos trabalhos de fisioterapia, neurologia e fonodiologia. Ele trabalha diariamente e só tem descanso no domingo. Ele anda sozinho, mas com um pouquinho de dificuldade. Também está lendo muito, escrevendo, porque isto faz parte de um dos seus exercícios, que lida com a memória. Ricardo está trabalhando mais do que quando trabalhava como jogador – brincou.

Sobre o trabalho que Cristovão está realizando no Vasco enquanto Ricardo se recupera do AVC, o técnico interino garantiu que o amigo não opina e que confia nas suas escolhas.

- Ele não dá palpite em nada no meu trabalho e confia muito em mim. Uma vez no Coritiba, ele não foi nem para o banco porque estava com febre e me pediu para comandar o time. Ele me pediu para fazer do meu jeito. Ele confia muito no meu trabalho e espero que possamos conquistar o título – finalizou. 
 

Comente essa notícia

Videos

Rolé no Rio - Leandro Castan

desenvolvido por: