Em 14/08/2014 às 15h44


Vasco sai atrás, joga bem e vira o jogo diante do Figueirense

Por: Fabio Ramos

Sem vencer o Figueirense desde 2006, o Vascão entrou em campo buscando muito mais do que a simples quebra do jejum. A vitória serviria para o Gigante se aproximar dos líderes e permanecer no G-4 pela 52ª rodada consecutiva. E ela veio, com gols de Luan, Tenório e Juninho, o Cruzmaltino bateu o Figueirense por 3 a 1, neste sábado (29), em São Januário. Com o resultado, o Vasco foi para 47 pontos, mantendo-se na quarta colocação e sem chances de ser alcançado pelo São Paulo que, mesmo vencendo, só chega a 45. O próximo confronto é no sábado (06/10), às 16h20, contra o Atlético-GO, no Serra Dourada.

O jogo

Vasco sai atrás, mas arranca empate

O jogo, que tinha tudo para ser muito movimentado, devido ao momento das duas equipes, começou com o Vascão indo ao ataque. Logo aos dois minutos, Juninho invadiu a área e chutou, mas o goleiro Wilson fez fácil defesa. Aos nove, o Vasco chegou novamente, dessa vez com Tenório que chutou para fora. Aos dez, o Vasco perdeu a primeira grande chance do jogo. Wendel recebeu de Alecsandro e saiu na cara de Wilson, mas, na hora da finalização, a bola desviou no goleiro, e saiu em escanteio.

No contra-ataque, aos 12, o Figueirense abriu o placar. Caio saiu do próprio campo e conseguiu chegar sozinho para finalizar na saída de Fernando Prass. A resposta vascaína não demorou, um minuto depois, Juninho chutou com muito perigo, obrigando Wilson a fazer grande defesa e jogar a bola para escanteio. Aos 16, mais um contra-ataque do Figueirense, mas dessa fez a zaga vascaína conseguiu se impor e afastou o perigo.

Aos 20, Alecsandro, após cruzamento de Thiago Feltri, cabeceou forte para o gol, mas o goleiro Wilson fez ótima defesa, salvando o Figueirense. Três minutos depois, após grande jogada individual de “El Demolidor” Tenório, que chutou cruzado, Alecsandro se esticou, mas não conseguiu alcançar a bola, que saiu lentamente em tiro de meta. Aos 31, foi a vez do Figueirense voltar a levar perigo, após tabela entre Hélder e Aloísio, o lateral chutou e a bola passou muito perto da trave direita.

Aos 33, após lindo passe de Juninho, Luan invadiu a área e finalizou com força, sem chances para o goleiro Wilson, empatando o jogo. Aos 43, a zaga do Figueirense afastou o cruzamento de Thiago Feltri, mas a bola sobrou para Alecsandro, que arriscou de longe e mandou para fora. Aos 48, o árbitro mineiro deu números finais ao primeiro tempo.

O gol de Caio, no início, trouxe tranquilidade para a equipe visitante, que acabou recuando. O Gigante se aproveitou disso e partiu para cima, em busca do empate, que veio com Luan. A primeira etapa foi equilibrava, com o Vasco jogando melhor, e o Figueirense aproveitando uma das poucas chances que teve.

Vasco melhora e amplia

O Figueirense começou o segundo trocando passes e partido para cima do Vasco. Com, apenas, um minuto, Fernando Prass já teve que fazer grande defesa, após chute de Elsinho. Aos seis, após mais uma assistência de Juninho, Tenório subiu mais do que a zaga adversária e, de cabeça, virou para o Vascão. Três minutos depois, Juninho cobrou falta, Fabrício cabeceou, mas a bola saiu em tiro de meta.

Aos 18, Alecsandro dividiu com a zaga e a bola sobrou para Juninho que foi travado na hora do chute. A bola saiu em escanteio. Em resposta, o Figueirense quase empatou, Fernando Prass foi obrigado a salvar mais uma vez o Gigante da Colina. Em novo contra-ataque, Júlio César recebeu de Aloísio e bateu, com efeito, para grande defesa do arqueiro vascaíno.

Aos 24, em novo ataque do Figueirense, Aloísio estava quase saindo na cara de Fernando Prass, quando Dedé, absoluto, fez um corte preciso e saiu jogando para o Vascão. Aos 34, Juninho, que deu as assistências para os dois primeiros gols, decidiu marcar. Após passe de Dedé, o Reizinho da Colina bateu forte e fez um lindo gol. Aos 40, Dedé decidiu cobrar a falta, mas a bola desviou na barreira e não levou perigo ao goleiro Wilson. Aos 45, Nilton ainda tentou ampliar, mas não obteve sucesso.

Na segunda etapa, a tranquilidade mudou de lado, se, antes, o Figueirense havia aberto o placar e estava trocando passes, no segundo tempo foi a vez do Vasco marcar e administrar o jogo, chegando a sua décima terceira vitória na competição, a décima em casa.

Próximo jogo

O Vasco volta a campo no próximo sábado (06/10), às 16h20, para enfrentar a equipe do Atlético-GO, no Serra Dourada (GO).

Ficha Técnica
VASCO 3 X 1 FIGUEIRENSE

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 29/09/2012 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG/FIFA)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG/FIFA) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)
Cartões amarelos: Botti (Figueirense)
Gols: Caio, 12/1ºT (0-1); Luan, 33/1ºT (1-1); Tenório, 6/2ºT (2-1); Juninho, 35/2ºT (3-1)

VASCO: Fernando Prass; Luan (Fellipe Bastos, 22/2ºT), Dedé, Fabrício e Thiago Feltri; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano e Felipe (Jhon Cley, 18/2ºT); Tenório (Éder Luis, 11/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Marcelo Oliveira.

FIGUEIRENSE: Wilson; Elsinho, Guti, Edson e Hélder (Guilherme Lazaroni, intervalo); Jackson (Almir, 20/2ºT), Túlio, Claudinei e Botti; Caio (Júlio César, 24/1ºT) e Aloísio. Técnico: Márcio Goiano.

Comente essa notícia

Videos

#JamaisTerásACruz

desenvolvido por: