Sub-15 é superado pelo Flamengo na ida da semifinal da Copa Rio

sexta-feira, 13/05/2022

Por: Matheus Babo, Nova Iguaçu

O Sub-15 foi superado pelo Flamengo por 3 a 1, nesta sexta-feira (13/5), no Estádio Nivaldo Pereira, pela partida de ida da semifinal da Copa Rio. O gol vascaíno foi marcado por Lipão, de pênalti. O próximo compromisso dos Meninos da Colina será no fim de semana, diante do mesmo adversário, pelo jogo de volta da semifinal da Copa Rio, na Gávea. A data e o horário ainda serão definidos pela FERJ.

Foto: Matheus Lima/Vasco

O JOGO

A primeira boa chegada do Vasco foi aos 7, em escanteio que Breno bateu fechado, mas a defesa afastou. Um minuto depois, Rodrigo Pacujá recebeu em velocidade, acabou escorregando e chegou dividindo com o marcador. Aos 9, Marquinhos arriscou da intermediária e obrigou o goleiro do Flamengo a fazer boa defesa. Aos 18, o adversário abriu o placar: 1 a 0. A resposta vascaína foi rápida.

Logo na saída de bola, Lipão recebeu cruzamento na área, alcançou a bola, mas não conseguiu dar direção na cabeçada. Aos 21, Enzo roubou a bola no ataque e arriscou o chute de fora da área, mandando por cima do gol. Dois minutos depois, Léo recebeu na área e tentou o cruzamento para Rodrigo Pacujá, mas o camisa 11 não alcançou. Aos 31, Léo chegou ao fundo e bateu cruzado, levando perigo. Aos 33, o adversário ampliou: 2 a 0.

O Vasco começou a segunda etapa buscando diminuir o prejuízo e chegou em duas oportunidades ainda no primeiro minuto. Aos 6, Luchi recebeu na entrada da área e arriscou um chute forte, mandando muito perto. Aos 9, o adversário ampliou: 3 a 0. Aos 14, Matheus recebeu na frente, mas acabou se atrapalhando e não conseguiu finalizar.

Aos 21, Léo chegou ao fundo e tentou o cruzamento para Matheus Santana atrás, mas a defesa afastou. Aos 25, Breno invadiu a área e foi derrubado pelo marcador. Pênalti que Lipão cobrou e marcou: 3 a 1. Aos 28, Lipão ganhou dividida com o zagueiro e a bola sobrou para Juninho pegar de primeira, mas mandar pra fora. Aos 37, Juninho tentou a batida colocada, obrigando o goleiro a fazer linda defesa.

Escalação do Vasco: Victor Alemão, Léo, João (Juninho), Pedro Castro e Alex (Ewandro); Marquinhos (Bruno), Enzo (Matheus Santana) e Ramon Rique (Gustavo); Rodrigo Pacujá (Luchi), Breno e Lipão – Técnico: Douglas Coelho

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo