Sub-17 derrota o Fluminense e abre vantagem na final da Copa Rio

sábado, 02/07/2022

Por: Matheus Babo, Laranjeiras

O Sub-17 venceu o Fluminense por 2 a 0, na manhã deste sábado (2/7), nas Laranjeiras e abriu vantagem no confronto final da Copa Rio. Os gols vascaínos foram marcados por Rayan, um em cada tempo. O jogo de volta será no próximo domingo (10/7), às 10h, no Estádio Nivaldo Pereira. Os Meninos da Colina podem perder por até um gol de diferença que ficam com o título.

Foto: Matheus Lima/Vasco

O JOGO

A primeira chance foi logo no primeiro minuto. GB recebeu de Jerônimo, cortou pro meio e bateu colocado, mas a bola explodiu na defesa. Aos 3, Kauan Kelvin tentou duas vezes após bate-rebate, mas mandou por cima. Aos 8, Jerônimo pegou sobra da defesa e bateu forte, obrigando o goleiro a fazer boa defesa. Aos 16, Rayan recebeu de Kauan Kelvin, dominou girando e encheu o pé: VASCO 1 a 0.

Aos 24, André tentou de cabeça após cobrança de escanteio, mas não deu direção. O adversário chegou duas vezes em cobranças de escanteio, mas o goleiro Phillipe Gabriel fez boas defesas para evitar o empate. Aos 36, GB recebeu em profundidade e ia saindo na cara do gol, mas a arbitragem marcou falta do camisa 9 no marcador adversário. Aos 46, GB deixou André na boa. O camisa 11 bateu colocado e parou no goleiro.

Foto: Matheus Lima/Vasco

O Vasco começou o segundo tempo com vantagem e aos 5, Rayan arrancou pela direita e tocou em GB, que tentou ajeitar para Jerônimo, mas o passe acabou sendo fraco. Aos 7, André recebeu na área, disputou com o zagueiro e quase conseguiu a finalização. Aos 12, Pablo fez boa jogada pela esquerda e cruzou buscando Kauan Kelvin, que não alcançou.

Aos 21, Rayan tabelou com JP e tocou na saída do goleiro para ampliar: VASCO 2 a 0. Aos 24, Rayan cobrou falta com força no canto do goleiro e o obrigou a fazer grande defesa. Cinco minutos depois, Rayan cruzou da direita e André desviou de cabeça, quase ampliando o placar. Aos 47, GB recebeu em velocidade, tentou limpar o zagueiro, mas acabou sendo travado.

Escalação do Vasco: Phillipe Gabriel, Gustavinho (Wanyson), Lyncon, Luiz Felipe e Leandrinho (Pablo); Matheus (Igor), Jerônimo e Rayan; André (Avellar), Kauan Kelvin (JP) e GB – Técnico: Gustavo Almeida

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo