Sub-17 é superado pelo Atlético-MG no Campeonato Brasileiro

sábado, 08/05/2021

Os Meninos da Colina estrearam no Campeonato Brasileiro sub-17, diante do Atlético-MG, na tarde deste sábado (08/05) e foram superados pelo placar de 2 a 1. O gol cruzmaltino na partida foi marcado por Erick Marcus. O próximo compromisso da equipe comandada por Igor Guerra na competição nacional será diante da Chapecoense, no próximo sábado (15/05), às 15 horas, no Estádio Josué Anonni.

Equipe Sub-17 inicia a temporada 2021 (Marcos Faria/Divulgação)

O JOGO

Atuando em seus domínios, o Vasco não demorou a criar uma boa oportunidade no duelo. Logo no segundo minuto, Paulinho iniciou bela jogada pela direita e cruzou buscando o ataque cruzmaltino. A defesa adversária afastou mas, no rebote, Ray finalizou com perigo. Na sequência, aos 5 minutos, Paixão carregou pela direita e tocou para Gabriel finalizar. O Vasco seguia pressionando e buscando espaços mas, aos 13 minutos, o time mineiro aproveitou uma subida pela esquerda para concluir no gol: 0 x 1 Atlético-MG.

Sem diminuir sua intensidade por conta do gol adversário, os Meninos da Colina seguiram criando boas oportunidades. Aos 25, a bola sobrou para Roger finalizar e dar trabalho para a defesa do Atlético. Na sequência, aos 27, Paixão sofreu pênalti e Erick Marcus converteu com segurança para empatar: VASCO 1 x 1. Antes do intervalo, Paixão apareceu novamente com perigo e acionou Lucas Eduardo, que mandou uma bomba na barreira do Galo.

O segundo tempo começou com vantagem para o adversário, que ampliou nos primeiros minutos: 1 x 2 Atlético-MG. Mais adiante, aos 7 minutos, Paulinho concluiu com perigo pela direita. O Vasco seguia propondo as ações de jogo e buscando igualar o placar. Aos 23, Mota tabelou com Ykaro, que finalizou para a defesa do camisa 1 da equipe visitante. Quando o cronômetro marcava 38, Ykaro bateu rasteiro, Mota ajeitou e Pereira mandou por cima do gol. Aos 45, após cobrança de escanteio, Roger cabeceou e tirou tinta da trave.

Escalação do Vasco: Allan, Paulinho, Victão, Roger e Kauã Lucas (Leandrinho); Lucas Eduardo, Barros (Cristian) e Ray (Pereira); Paixão (André), Erick Marcus (Ykaro) e Gabriel Silva (Mota). Técnico: Igor Guerra.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo