Sub-17 goleia o Bangu em casa e segue 100% na Copa Rio

sábado, 02/04/2022

Por: Matheus Babo, Nova Iguaçu

A equipe Sub-17 venceu mais uma pela Copa Rio. O Vasco goleou o Bangu por 8 a 0, neste sábado (2/4), no Estádio Nivaldo Pereira. Os gols vascaínos foram marcados por Rayan (3), Estrella, GB, Guga, Lyncon e André. O próximo compromisso dos Meninos da Colina será em uma semana, no sábado (9/4), às 13h, diante do Botafogo, pelo Estádio Nivaldo Pereira.

Foto: Betinho Martins/Divulgação

O JOGO

O Gigante começou com tudo. Logo nos primeiros minutos, foram duas oportunidades criadas, com Rayan e GB, que quase marcou em lindo lance de bicicleta. Não demorou muito para o placar ser aberto, aos 6, Estrella deixou GB na boa para abrir o placar: VASCO 1 a 0. A pressão continuou e aos 11, Lyncon ampliou, após cobrança de escanteio de Leandrinho.

O Gigante seguiu pressionando e criou boas oportunidades com Renan e Leandrinho. Depois, Gustavinho arriscou de fora da área e quase ampliou. O Bangu passou a se fechar muito bem e o Vasco trabalhou muito a bola. Aos 45, Leandrinho lançou Renan, que cruzou para Estrella completar: VASCO 3 a 0.

Foto: Betinho Martins/Divulgação

Os Meninos da Colina mantiveram o ritmo na segunda etapa e foram ampliando o placar com o passar do tempo. Aos 14, Rayan recebeu linda bola de Guilherme Esteves e tocou com tranquilidade na saída do goleiro: VASCO 4 a 0. Cinco minutos depois, o camisa 7 guardou mais um: VASCO 5 a 0.

Aos 35, Guga Maia tabelou com Guilherme Esteves, recebeu na área, limpou o zagueiro e marcou mais um: VASCO 6 a 0. Aos 40, Rayan recebeu na área e tentou duas vezes pra marcar o terceiro dele no jogo: VASCO 7 a 0. Para fechar o placar, André ainda teve tempo de deixar o seu: VASCO 8 a 0.

Foto: Betinho Martins/Divulgação

Escalação do Vasco: Phillipe Gabriel, Gustavinho (Gabriel Sá), Lyncon (Noronha), Luiz Felipe e Leandrinho; Matheus (Guilherme Esteves), JP e Estrella (Guga Maia); Renan (Kauan Kelvin), Rayan e GB (André) – Técnico: Gustavo Almeida

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo