Sub-17 vence o Flamengo e leva os títulos do Carioca e da Recopa em São Januário

sexta-feira, 11/11/2022

Por: Matheus Babo, São Januário

O Sub-17 venceu o Flamengo por 2 a 0 e conquistou os títulos do Campeonato Carioca e da Recopa Carioca, nesta sexta-feira, em São Januário. Os gols vascaínos foram marcados por Rayan e GB.

O Sub-17 encerrou a temporada com 48 jogos, 33 vitórias, oito empates e sete derrotas. Foram 128 gols marcados e 74% de aproveitamento.

Foto: Matheus Lima/Vasco

O JOGO

Logo aos 2 minutos, Rayan recebeu pela direita em velocidade, invadiu a área e bateu cruzado, levando muito perigo. Um minuto depois, Leandrinho recebeu de André, arrancou e arriscou o chute, mandando por cima do gol. Aos 16, Rayan arriscou da entrada da área e o goleiro pegou em dois tempos, com GB quase pegando o rebote. Aos 20, JP girou em Paulinho, que tentou levantar no segundo pau, mas a bola acabou longa.

Aos 23, GB recebeu, girou e tentou enfiada de bola para Rayan, mas o passe acabou longo. Um minuto depois, GB arriscou do meio-campo e a bola passou a esquerda do gol. Aos 36, André recebeu de JP e tentou o chute colocado, acertando a trave. Aos 43, Rayan recebeu na direita, cortou pra dentro e bateu no canto para abrir o placar: VASCO 1 a 0.

O Vasco começou a segunda etapa melhor. Antes dos dez minutos, o Gigante chegou três vezes, com Rayan, Paulinho e Gustavinho, além de uma cobrança de falta muito perigosa de GB. Aos 9, Rayan arriscou de fora da área e levou perigo ao gol adversário. Aos 20, André cruzou da esquerda e o zagueiro cortou com o braço. Pênalti que GB cobrou com categoria para ampliar: VASCO 2 a 0.

Aos 28, Paulinho recebeu na entrada da área e arriscou o chute, obrigando o goleiro a fazer grande defesa. No escanteio, Lyncon desviou de cabeça, mas mandou por cima. Aos 43, Paulinho cruzou da direita e quase ampliou. Um minuto depois, Paulinho tentou colocado e mandou muito perto.

Escalação do Vasco: Phillipe Gabriel, Paulinho, Lyncon, Luiz Felipe e Leandrinho; Matheus (Igor), JP (Leozinho) e Gustavinho (Wanyson); Rayan (Gabriel Pfeifer), André (Renan) e GB – Técnico: Gustavo Almeida

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo