Sub-20 é superado nos pênaltis pelo Palmeiras e se despede do Brasileirão

quinta-feira, 18/08/2022

Por: Matheus Babo, São Januário

O Sub-20 foi superado pelo Palmeiras nos pênaltis por 4 a 3 nesta quinta-feira, no Allianz Parque, e se despediu nas quartas de final do Campeonato Brasileiro. O resultado no tempo normal foi 1 a 0 para a equipe paulista.

O JOGO

Logo no primeiro minuto, Erick Marcus roubou a bola no campo de ataque e tentou o chute pro gol ao invés de tocar em Paixão, que entrava livre pelo meio. Antes dos 5 minutos, os Meninos da Colina chegaram mais três vezes pelo alto. Na última, Victão recebeu cruzamento de Tavares e sozinho cabeceou pra fora. Aos 6, Pimentel subiu mais que a zaga adversária e mandou pro chão, mas o goleiro espalmou e deu sorte que a bola saiu.

Aos 28, o adversário abriu o placar: 1 a 0. Aos 32, Tavares arrancou pela esquerda e tentou o chute colocado, mas mandou pelo lado direito do gol. O Vasco levava perigo nas jogadas de bola parada e buscava os contra-ataques. Aos 42, Tavares ligou em Paixão, que acabou tentando passe atrás em Rodrigo, mas foi bloqueado. Na última tentativa do primeiro tempo, Juan invadiu a área, mas acabou travado antes do cruzamento.

A primeira chegada vascaína na segunda etapa foi aos 3. Tavares lançou Julião na esquerda, mas o camisa 6 cruzou nas mãos do goleiro adversário. Dois minutos depois, Julião botou na área, Paixão se antecipou e cabeceou bonito, mandando muito perto do gol. O adversário teve um pênalti a seu favor, mas Cadu brilhou e defendeu. Aos 17, Julião lutou e cruzou de carrinho, mas a defesa afastou. Na sobra, Erick Marcus roubou no meio e tentou ligar em Juan, mas a defesa antecipou.

Aos 23, o adversário ficou com um a menos em campo. Aos 29, Tavares tentou a tabela com Rodrigo, mas acabou travado antes do chute. Aos 38, Juan recebeu em profundidade, mas a defesa afastou antes do atacante definir. O confronto terminou com vitória por 1 a 0 do adversário e como o Vasco venceu por 1 a 0 na ida, a partida foi definida na disputa de pênaltis.

Escalação do Vasco: Cadu, Victão (GB), Pimentel e Roger (JP); Paulinho (Ray), Rodrigo, Tavares, Erick Marcus (Estrella) e Julião (Leandrinho); Juan (Caio Dantas) e Paixão – Técnico: Igor Guerra

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo