Sub-20 empata com o Bangu na ida das quartas de final do Carioca

sábado, 11/06/2022

O Sub-20 empatou em 2 a 2 com o Bangu, na manhã deste sábado (11/6), em Moça Bonita, pela ida das quartas de final do Carioca. Os gols vascaínos foram marcados por Julião e Paixão.

O próximo compromisso será na quarta-feira (15/6), diante do mesmo Bangu, às 10h, pela partida de volta das quartas de final do Carioca.

O JOGO

A primeira chegada do Vasco foi aos 4. Erick Marcus cobrou falta com muita categoria e Rodrigo chegou cabeceando. A bola desviou na mão do marcador. Pênalti que Julião cobrou para abrir o placar: VASCO 1 a 0. Aos 10, Hygor tentou a tabela com Eguinaldo, mas a defesa cortou antes do camisa 9 finalizar. Aos 14, o Vasco chegou novamente na bola parada. Erick novamente cobrou com categoria e Pimentel desviou pra fora.

Aos 21, o Gigante chegou bem pena direita e após cruzamento de Hygor, Erick Marcus não alcançou. A bola sobrou na esquerda e Julião pegou de primeira, mandando muito perto do gol. Aos 27, Julião recebeu de Rodrigo na esquerda, cortou pro meio e tentou o chute colocado, mandando por cima. Aos 37, o adversário empatou: 1 a 1. Aos 44, Barros lançou Julião na esquerda. O camisa 6 cruzou pra trás e Erick Marcus pegou de primeira, levando muito perigo. Na sequência, Julião cobrou no primeiro pau, Tavares desviou e Eguinaldo pegou mal na bola, mandando pra fora.

A segunda etapa começou amarrada, com dois lances de choque que pararam a partida por muitos minutos. Aos 16, Erick Marcus deixou Hygor na boa e o lateral bateu forte, mas pelo lado de fora da rede. Dois minutos depois, o Vasco chegou com perigo em jogada aérea, mas o adversário suportou bem. Aos 24, Tavares tabelou com Eguinaldo e tentou o chute, mas mandou sem direção. Aos 26, Pimentel achou Paixão na área. O camisa 19 bateu rasteiro e parou em boa defesa do goleiro.

Aos 36, Caio Dantas deu belo passe para Erick Marcus, que devolveu nele. O camisa 20 bateu cruzado e Paixão completou pro gol: VASCO 2 a 1. Aos 47, o adversário empatou: 2 a 2.

Escalação do Vasco: Cadu, Pimentel, Victão e Roger; Hygor (Caio Dantas), Rodrigo, Barros, Erick Marcus (Ray) e Julião; Tavares (Paixão) e Eguinaldo (Juan) – Técnico: Igor Guerra

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo