Sub-20 vence a Portuguesa e se mantém líder da Taça Guanabara

sexta-feira, 06/05/2022

Por: Matheus Babo, Nova Iguaçu

O Sub-20 venceu a Portuguesa por 3 a 0, nesta sexta-feira (6/5), no Estádio Nivaldo Pereira, pela Taça Guanabara e manteve a liderança da competição. Os gols vascaínos foram marcados por Juan, Erick Marcus e Tavares. O próximo compromisso dos Meninos da Colina será diante do Audax Rio, no sábado (14/5), às 15h, com local a definir.

Foto: Matheus Lima/Vasco

O JOGO

O Vasco começou com tudo, antes do primeiro minuto, Juan, arrancou pela direita e deixou Erick Marcus na boa. O camisa 11 bateu colocado e acertou a trave. No rebote, Julião mandou por cima. Dois minutos depois, Marlon Gomes recebeu cruzamento na área e cabeceou para boa defesa do goleiro. Aos 14, Erick Marcus deu linda virada de bola para Victão, que ajeitou para Juan bater colocado e parar na defesa do goleiro. Aos 16, o gol saiu. Juan recebeu linda bola de Rodrigo em profundidade e tocou na saída do goleiro para abrir o placar: VASCO 1 a 0.

Um minuto depois, Eguinaldo pegou a sobra na área e bateu forte, mas ela desviou na zaga e saiu por cima. Aos 21, Eguinaldo ganhou do goleiro e foi derrubado fora da área. Falta que o árbitro deu, mas ignorou a expulsão do adversário. Logo depois, o Vasco ainda chegou com Marlon Gomes e Eguinaldo, mas não ampliou. Aos 37, Marlon Gomes fez boa jogada pela esquerda e cruzou na área, mas a zaga afastou antes dela chegar em Juan. Já nos acréscimos, Eguinaldo brigou com o zagueiro e desviou de cabeça para Erick Marcus, que driblou o zagueiro para conferir: VASCO 2 a 0.

Foto: Matheus Lima/Vasco

A segunda etapa começou como terminou a primeira. Com o Vasco no ataque. Logo aos 2 minutos, Juan tabelou com Eguinaldo e tentou o cruzamento, mas a zaga afastou. Aos 5, Barros arriscou da entrada da área e parou na boa defesa do goleiro. Aos 16, Julião recebeu de Erick Marcus e tocou para Ray, que tentou de cobertura e quase ampliou o placar no Nivaldo Pereira.

Aos 26, Julião passou de primeira para Eguinaldo, que tentou o domínio e bateu girando, mas foi travado e parou na defesa do goleiro. Aos 33, o Vasco errou na marcação, o adversário chegou e Marlon Gomes cometeu pênalti. Pênalti que o goleiro Cadu foi bem demais e fez grande defesa. Aos 42, Cachoeira cobrou falta com força e quase marcou. No rebote, Tavares tentou e parou em boa defesa do goleiro. Já nos acréscimos, Léo Guerra recebeu inversão de Cachoeira e tocou para Tavares concluir: VASCO 3 a 0.

Escalação do Vasco: Cadu, Wesley (Ray), Pimentel, Victão e Julião (Kauã Lucas); Rodrigo, Barros e Marlon Gomes (Pedro Lucas); Juan (Tavares), Erick Marcus (Cachoeira) e Eguinaldo (Leo Guerra) – Técnico: Igor Guerra

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo