#TimeDaVirada: Payet diz que Vasco é um “clube especial” e explica homenagem para Roberto Dinamite após gol de falta

quarta-feira, 20/12/2023

Contratado pelo Vasco em agosto de 2023, o francês Dimitri Payet foi recebido no aeroporto por mais de cinco mil torcedores vascaínos e conquistou rapidamente o carinho de todos. O camisa 10 chegou mostrando conhecer a história do Gigante da Colina e não esconde de ninguém seu carinho pelo clube.

No Campeonato Brasileiro, Payet marcou gols importantes e foi uma das peças do elenco que ajudou a virada na competição. Ele conta, por meio de sua visão, um pouco sobre como foi desde sua chegada ao Brasil, destacando momentos.

Uma das situações mais marcantes foi o gol que o camisa 10 marcou diante do América-MG, de falta, mostrando muita semelhança com uma cobrança do também camisa 10 e eterno Roberto Dinamite. O francês, além de falar do gol, explicou o motivo de ter homenageado o ídolo do Vasco.

– Esse gol contra o América foi muito importante para mim, mas também para toda a equipe, porque foi o gol da vitória, o gol dos 3 pontos. Foram três pontos muito importantes. E, além disso, houve uma semelhança com uma lenda desse clube, com o senhor Dinamite. Então foi emocionante para mim e foi por isso que em minha comemoração eu quis homenageá-lo. E gostaria também de homenageá-lo esta noite. A ele e a sua família, já que conseguimos cumprir o objetivo que foi traçado e acredito que, lá do alto, ele olhou por nós e nos deu força para que conseguíssemos – disse o francês, comentando na sequência seu sentimento pelo Vasco.

Payet marcou gol de falta diante do América-MG e homenageou Roberto Dinamite na comemoração. Foto: Matheus Lima/Vasco da Gama

– Na minha chegada eu compreendi rapidamente, porque os vascaínos me explicaram, a história desse clube, desse grande clube. Chegando de Marselha encontrei muitas semelhanças entre estes dois clubes e foi assim que entendi que o Vasco é um clube especial, um clube grande, pelo qual eu precisava me esforçar muito para jogar, para defender essa camisa histórica e ficar na primeira divisão – afirmou ele, que diversas vezes demonstrou conhecimento sobre a história, as lutas e a grandeza do Vasco da Gama.

Payet falou ainda sobre a torcida vascaína, destacando o apoio que o time recebeu.

– Como disse há pouco, a torcida do Vasco se assemelha à torcida do Olympique de Marseille. Torcedores apaixonados, que amam o seu time e que dão tudo por ele, seja nos jogos em casa ou fora. Os torcedores estão sempre presentes para nós, seja dia ou noite, vencendo, perdendo ou empatando. E o Vasco deve ter consciência da sorte que tem de ter torcedores como esses. Vestir essa camisa deve ser motivo de orgulho para todos os que jogam aqui – destacou.

Confira a entrevista completa na VascoTV:

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo