Treinadora do Feminino, Jaqueane Correa projeta estreia na Copa Rio

segunda-feira, 20/03/2023

Por: João Pedro Isidro, São Januário

Nesta terça-feira (21/03), o Vasco da Gama estreia na Copa Rio de Futebol Feminino diante do Flamengo, às 10h, na Gávea. A competição, que é de pontos corridos, também conta com a participação de Botafogo e Fluminense, e seerá realizada em jogos de turno e returno.  Treinadora da equipe, Jaqueane Correa falou sobre o período de trabalho da nova comissão técnica, que começou no dia 10 de fevereiro e terá nesta terça o seu primeiro desafio.

– Esse nosso primeiro mês no Vasco foi muito bem executado. Dentro do tempo que a gente teve em relação a nossa preparação. Conseguimos planejar bem, tanto o planejamento de carga quanto ao de jogo. Eu avalio de forma positiva. Claro que não tivemos uma pré-temporada completa. Mas vamos usar a Copa Rio para chegar bem no Brasileiro e para evoluirmos nosso estilo de  jogo – disse Jaqueane.

A treinadora também falou sobre a expectativa para a primeira competição da temporada e ressaltou que a Copa Rio também servirá de preparação e de evolução para o Vasco chegar preparado no Campeonato Brasileiro, principal objetivo do ano.

-A expectativa para a Copa Rio é a melhor possível. Todo mundo está muito motivado e preparado para estes primeiros desafios da temporada. A gente queria mais tempo de preparação para nossas atletas no teor físico, mas a comissão está tomando todos os cuidados para que as atletas estejam preparadas. Na estreia teremos uma equipe muito motivada e compromissada com o novo projeto. Será um Vasco de muita garra e muita entrega dentro de campo – disse a treinadora.

Com a chegada de 10 atletas até o momento, Jaqueane falou sobre a adaptação do elenco e das novas atleta ao trabalho realizado pela nova comissão técnica e vê uma equipe muito focada.

A adaptação do grupo com a nova metodologia de trabalho da comissão está sendo uma ótima experiência. Eu vejo a equipe muito fechada e o elenco muito focado para os objetivos que temos durante o ano – finalizou.

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo