União Cruzmaltina vai brigar pelo título na Intendente Magalhães

quarta-feira, 20/04/2022

Terceira escola a desfilar na Série Bronze da Intendente Magalhães nesta sexta-feira, dia 22 de abril, a Escola de Samba União Cruzmaltina, leva para a avenida o enredo “Meu coração é sua morada”, do carnavalesco Rodrigo Almeida, que fala do amor do torcedor vascaíno pelo seu time, principalmente nas tardes de domingo de jogos em São Januário ou no Maracanã.

“Vai ser um carnaval de muita dificuldade, de muito trabalho e ainda marcado pelo transtorno pela pandemia. Mas nossas fantasias estão com muita qualidade, nosso carnavalesco conseguiu traduzir nos carros alegóricos tudo o que queríamos do enredo, então a gente chega bastante forte. Temos condições de ser a primeira escola ligada a um clube de futebol a ser campeã do carnaval. Agora é focar no desfile para representar o Vasco com a maior dignidade possível”, disse o presidente da escola, Rodrigo Brandão.

Foto de Arquivo Desfile 2020

A União Cruzmaltina é uma das escolas mais adiantadas deste carnaval, já que as fantasias estão prontas praticamente desde o ano passado, quando a festa foi cancelada por conta da pandemia de Coronavírus.

A ideia do enredo é levar a Nau Vascaína comanda pelo Almirante Vasco da Gama a cruzar o Brasil e o mundo levando o nome do clube a todas as pessoas e valorizando a união do futebol com a cultura brasileira. A bateria do mestre Sapão e o intérprete Juan Briggs, prometem incendiar a Intendente e garantir o título para a escola.

Veja abaixo a letra do samba enredo:

Compositores: Bebeto Maneiro, Raphael Richaid, Renan Gêmeo, Rodrigo Gêmeo e Didi Pinheiro

Hoje eu vou cantar de coração / Em versos toda minha gratidão

Aonde for carrego comigo / No peito sempre o meu primeiro amigo

Nasceu num sonho de criança / Eternizou… Uma colina de esperança

Clareia o amor que fez erguer um santuário / A minha devoção, São Januário

Escolhi te amar sem questionar porque / Pra sempre irei te apoiar

De Norte a Sul desse país / Sou Cruzmaltino, torcida de raiz

Incendeia o caldeirão, a minha essência / Meu canto é: Força, luta e resistência

Na arquibancada conquistei o meu lugar / Pelo Brasil sou referência popular

Eu vi a aliança em verde e branco florescer

Amor, que mancha essa gente tão guerreira

Eu sou a União do “asfalto” e do “morrão” / Meu samba é a voz da igualdade

A cruz de malta é minha vida / E hoje virou carnaval

O sentimento por ti será sempre imortal

Do alto da colina ecoou: / Vasco!

Do alto da colina ecoou: / Vai meu Vasco!

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo