Vascão vence clássico no final e assume a liderança

quarta-feira, 25/07/2012

O Gigante da Colina venceu por 1 a 0 o clássico diante do Botafogo, nesta quarta-feira (25), no Engenhão. A partida começou muito boa com as duas equipes com o ímpeto ofensivo, mas ela ficou travada no meio de campo por causa dos erros de passes e o excesso de faltas. Quando o jogo parecia que ficaria no empate, Juninho, na raça, conseguiu ganhar uma bola na área adversária e tocar para Alecsandro fazer o gol da vitória.

O resultado deu a liderança provisória para o Trem Bala da Colina com 29 pontos. O Alético Mineiro pode passar o Cruz-Maltino se vencer o seu jogo nesta quinta-feira (26), contra o Santos. Alecsandro segue como artilheiro do Brasileirão com oito gols. Clique aqui para acessar as fotos exclusivas da vitória do Cruz-Maltino sobre o Botafogo.

O jogo

Primeira etapa equilibrada

Cristóvão Borges repetiu a mesma escalação da partida diante do Santos. Com Auremir e Willian Matheus nas laterais e Carlos Alberto no meio de campo. O Botafogo, por sua vez, teve o holandês Seedorf novamente em campo.

O clássico começou bastante movimentado com boas chances para ambos os times. O primeiro a chegar com perigo foi o Botafogo. Elkeson driblou Dedé e cruzou para o volante Renato chegar batendo, mas a bola foi para fora. Vitor Júnior, pouco tempo depois, arriscou um chute de longe que passou muito próximo a baliza defendida por Fernando Prass.

Após um início surpreendente do adversário, o Gigante da Colina passou a tomar conta do meio de campo e, consequentemente, da partida, criando grandes oportunidades. Aos 11 minutos, Juninho Pernambucano cobrou falta na medida para a cabeçada de Alecsandro na pequena área, mas Jefferson salvou a sua equipe ao operar um milagre.

Logo depois esse lance, foi a vez de Nilton fazer o goleiro botafoguense trabalhar. O volante vascaíno chutou forte de esquerda e Jefferson se esticou todo para espalmar para fora. O Vascão seguiu pressionando o adversário. Carlos Alberto, aos 14 minutos, teve a melhor chance do primeiro tempo. O meia fez linda jogada ao deixar Lucas e Márcio Azevedo no chão e finalizou forte de dentro da área. A bola explodiu na trave direita do Botafogo.

O jogo ficou travado no meio de campo com as duas equipes alternando a posse de bola e errando muitos passes. O Cruz-Maltino, contudo, seguia melhor em campo. Aos 29 minutos, Eder Luis recebeu na ponta direita e cruzou para Alecsandro, que cabeceou desequilibrado. A bola passou por cima do travessão.

 No minuto seguinte, o Vascão fez uma bela troca de passes com Juninho tocando para Carlos Alberto ajeitar para Wendel bater de primeira para fora. Essa foi a última oportunidade da etapa inicial que voltou a ficar travada por causa das tentativas de lançamentos do campo de defesa para o ataque.

Juninho e Alecsandro decidem clássico para o Vascão

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Cristóvão Borges teve que fazer uma alteração, pois o meia Wendel  contundiu, entrando em seu lugar Fellipe Bastos. Carlos Alberto recebeu a bola na área e foi derrubado pelo seu marcador, mas o árbitro não marcou a penalidade para os protestos dos jogadores e da torcida do Cruz-Maltino.

Aos 14 minutos, Fellipe Bastos cobrou falta de muito longe no capricho para mais uma grande defesa de Jefferson. A partida, assim como no primeiro tempo, ficou presa no meio de campo, dessa vez por causa do número excessivo de faltas e passes errados. Para melhor a qualidade do seu meio de campo, o técnico do Vasco colocou na partida o Maestro Felipe, que teve o seu nome muito gritado pela torcida.

O Botafogo chegou com perigo aos 34 minutos em um contra-ataque muito rápido, mas Andrezinho chutou para fora. O Vasco respondeu em uma grande jogada individual de Auremir que cruzou rasteiro, porém, Alecsandro, dentro da pequena área, não conseguiu alcançar a bola.

Quando a partida parecia que iria ficar empatada, o Reizinho da Colina na raça, conseguiu ganhar uma bola na área adversária e tocou para Alecsandro, artilheiro do campeonato, fazer o gol da vitória. Os jogadores e a torcida do Vascão comemoram muito o tento e a vitória que colocou o o Gigante da Colina no seu devido lugar: a liderança do Brasileirão.

Ao final do jogo, Juninho Pernambucano foi ovacionado pelos seus súditos no estádio. O Reizinho da Colina retribuiu o torcedor com acenos e beijos na Cruz de Malta. Um momento muito bonito entre a torcida vascaína e o seu ídolo.

Próximo jogo
O Vascão enfrentará o Internacional neste sábado (28), às 18h30, no Beira Rio, em Porto Alegre.

Confira o gol da vitória do Vascão:

 

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 BOTAFOGO
Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 25/7/2012, às 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Marco Antônio Santos Pessanha (RJ)
Cartões amarelos: Juninho, Nilton (VAS); Lucas Zen, Vitor Júnior (BOT)
Gol: Alecsandro, 41’/2ºT (1-0)

VASCO: Fernando Prass; Auremir, Dedé, Douglas e William Matheus; Nilton, Wendel (Fellipe Bastos, 02’/2ºT), Juninho e Carlos Alberto (Felipe, 25’/2ºT); Eder Luis (Willian Barbio, 29’/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Cristovão Borges.

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Lucas Zen (Jadson, intervalo), Renato, Vitor Júnior, Seedorf (Fellype Gabriel, 29’/2ºT) e Andrezinho; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.