Vasco aumenta vigilância para evitar uso irregular de ingressos de gratuidades em São Januário

quinta-feira, 13/10/2022

Vasco enviará a relação de ingressos retidos para órgãos competentes para apuração de irregularidades  

Em trabalho conjunto com o Batalhão Especializado em Policiamento em Eventos (BEPE), o Vasco segue reforçando as ações em São Januário para apreensão dos ingressos de gratuidades usados de forma irregular nas partidas do Campeonato Brasileiro da Série B. Somente nos últimos cinco jogos foram apreendidas 617 gratuidades.  

A gratuidade é um direito social garantido em lei, para crianças menores de 12 anos, idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência, sendo que estas ainda têm direito à gratuidade para o acompanhante. Todos devem retirar as gratuidades para assistir aos jogos.

O Vasco compreende a relevância do direito à gratuidade, disponibilizando bilheteria e acesso exclusivos para os beneficiários.

A retirada das gratuidades é realizada nas mesmas condições das vendas de ingressos, em observância à legislação e orientações dos órgãos competentes, permitindo que as pessoas possam obtê-las na Bilheteria 11, em São Januário, ou nos demais pontos de venda. Podem ser retiradas, ainda, em dias de jogos, caso não se esgotem previamente.

Além do policiamento militar, a ação envolve vigilantes treinados para conferir se o torcedor é o beneficiário da gratuidade, com a análise do nome impresso no ingresso e documentos pessoais.

Os ingressos são nominais, havendo a conferência do documento pessoal original no momento do acesso. Qualquer pessoa que não comprove que a gratuidade foi emitida em seu nome, não poderá acessar o estádio.

Crianças menores de 12 anos têm direito à gratuidade e só podem entrar no estádio apresentando a carteirinha do Plano Almirantinho ou gratuidade, acompanhadas do responsável, que deve portar o ingresso comprado ou carteirinha com ingresso carregado.

Pessoas com Deficiência (PCD) tem direito a um acompanhante, que só poderá entrar no estádio junto a esta pessoa, para garantir o auxílio no acesso e circulação em São Januário.

A equipe de vigilantes do Vasco vem constatando grande número de acompanhantes que alegam que a pessoa com deficiência já entrou no estádio ou não pode comparecer ao jogo, negando o acesso ao acompanhante, que não cumpriu a função que lhe confere o benefício da gratuidade, ou seja, de auxiliar a pessoa com deficiência.

Vasco enviará a relação de ingressos retidos para órgãos competentes para apuração de irregularidades

O Vasco reforça que as gratuidades devem ser utilizadas apenas pelas pessoas que preenches os requisitos para obter o benefício, e que se manterá firme na luta contra fraudes, principalmente, nos próximos dois jogos da temporada em São Januário, contra Criciúma e Sampaio Corrêa.

Quantidade de ingressos irregulares apreendidos:

Vasco x Londrina – 135

Vasco x Guarani – 106

Vasco x Novorizontino – 125

Vasco x Náutico – 88

Vasco x Tombense 163

 

 

 

 

Vasco da Gama, o time que venceu o racismo